Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(386)Você está em:
  • Home »
    • Câmara em ação
      • » Tópicos

Tópicos

Selecione datas para filtrar: a OK
Comentário: Países competem para desenvolver tecnologia de exploração do fundo do mar 25/09/2018

Hoje em dia, vários países do mundo estão tentando desenvolver robôs para explorar o mar a milhares de metros de profundidade. Essas expedições são necessárias para alcançar recursos energéticos como campos petrolíferos ao largo da costa, bem como hidrato de metano e metais raros que existem no fundo do mar. A instalação de cabos submarinos para a internet e outros serviços de tecnologia de informação também requerem explorações em mares profundos.

Em meio à crescente demanda por inovação tecnológica, uma fundação dos Estados Unidos organizou, este ano, a primeira competição mundial neste setor. Hoje, para o Comentário, Toshiyuki Tsuchiya, da NHK, fala sobre a situação atual da exploração de mares profundos, um tema que está atraindo muita atenção.

Tsuchiya diz: "Até hoje, uma embarcação submersível que é enviada a partir de um navio maior, tripulado, tem exercido um papel importante na exploração de mares profundos. Contudo, este método exige bastante mão de obra, tempo e dinheiro. Pesquisadores buscam uma maneira mais rápida e barata para fazer esse tipo de exploração. Este foi o motivo pelo qual esta fundação dos Estados Unidos organizou a primeira competição tecnológica do mundo.

Os participantes precisam investigar a topologia e criar um mapa de uma região com mais de 250 quilômetros quadrados no fundo do mar, numa profundidade de até 4 mil metros. A profundidade média do mar é estimada em 3.800 metros. Se for possível descer a mais de 4 mil metros, isso nos permitirá desenvolver uma vasta expansão oceânica. Contudo, há uma condição sem precedentes para a participação nesta competição: todas as tarefas precisam ser feitas por robôs controlados à distância, do momento que eles partem da costa até o seus retorno.

A exploração do fundo do mar exige habilidades altamente avançadas, mesmo quando feita por pessoal treinado, e acredita-se que apenas cerca de 10 quilômetros quadrados podiam ser explorados de cada vez. Por isso, o mapeamento de uma região de 250 quilômetros quadrados em apenas um dia é um desafio incrivelmente difícil.

Os participantes precisaram passar por dois estágios de testes preliminares, o primeiro através do envio de documentos e o segundo através de testes do desempenho dos robôs. No final, oito equipes conseguiram se classificar para a última rodada, que vai ter início em novembro. Três das equipes são dos Estados Unidos e cada uma das outras é de um desses países: Reino Unido, Portugal, Suíça, Alemanha e Japão.

O Japão é pobre em riquezas naturais e cercado por mares, o que torna a exploração do fundo do mar ainda mais importante para o país. Se a tecnologia de exploração marítima progredir, ela poderia ser utilizada para uma vasta gama de setores industriais, pesquisas científicas e esforços de mitigação de desastres. Espero que esta competição sirva como uma oportunidade para o Japão fomentar tecnologias de liderança mundial." (da NHK World Japan)



Últimas

2018/12/14 » Banco Central revela resultados de pesquisa sobre sentimento de companhias japonesas em relação a negócios
2018/12/13 » Painel do governo japonês diz que período de crescimento do país iniciado em 2012 é o segundo maior do pós-guerra
2018/12/13 » Japão prepara detalhes do programa que trará mais estrangeiros ao país
2018/12/12 » Palavra-chave: Shinkansen
2018/12/12 » Companhia ferroviária do Japão exibe protótipo de vagão de novo trem-bala
2018/12/04 » Receita tributária para os primeiros 7 meses do atual ano fiscal registra alta histórica no Japão
2018/12/04 » Governo esboça diretrizes sobre uso de inteligência artificial
2018/11/13 » Agência de Exploração Aeroespacial do Japão vai analisar conteúdo de cápsula que retornou à Terra
2018/11/13 » Lançado o novo modelo da nave espacial japonesa Kounotori
2018/11/06 » Japão prepara grande parceria comercial com a União Europeia
2018/11/01 » Palavra-chave: Michibiki, a versão japonesa do sistema de posicionamento global
2018/11/01 » Japão lança novo sistema de satélites de posicionamento global
2018/10/29 » Novo satélite japonês para observação de gases do efeito estufa
2018/10/29 » Japão lança satélite para monitorar gases causadores do efeito estufa
2018/10/29 » Premiê da Índia enfatiza importância de trabalhar com Japão
2018/10/29 » Premiês do Japão e Índia se reúnem em Tóquio nesta segunda
2018/10/29 » Primeiro-ministro da Índia concorda com aumento na cooperação com o Japão
2018/10/28 » Premiê da Índia enfatiza importância de trabalhar com Japão
2018/10/27 » Premiê do Japão e presidente da China concordam em fortalecer os laços entre as duas nações
2018/10/26 » Premiê japonês diz que relações sino-japonesas entram em uma nova fase

Ver mais »