Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(386)Você está em:
  • Home »
    • Câmara em ação
      • » Tópicos

Tópicos

Selecione datas para filtrar: a OK
Palavra-chave: Michibiki, a versão japonesa do sistema de posicionamento global 01/11/2018

O Michibiki é a versão japonesa para um sistema de satélites de posicionamento global. Quatro satélites foram lançados entre 2010 e 2017. Três deles realizam uma órbita peculiar que, vista da Terra, se parece com o número oito, sobrevoando os céus do Japão rumo à Austrália. As órbitas foram projetadas para que mais de um satélite esteja sempre sobre os céus do Japão.

Quando satélites operados pelos Estados Unidos são empregados para enviar sinais para um serviço de GPS, este não se encontra disponível de maneira estável. Isso ocorre porque às vezes os sinais de GPS são bloqueados por edifícios nas cidades e por florestas nas regiões montanhosas. Por outro lado, o Michibiki é capaz de transmitir sinais equivalentes aos sinais de satélite de GPS. Trata-se de um efeito equivalente ao de acrescentar um satélite de GPS a mais em torno do zênite, permitindo que o sistema forneça dados de posicionamento precisos e de maneira estável. Além de sistemas de navegação para automóveis e outros, espera-se que o sistema seja aplicado em uma ampla gama de áreas, tais como levantamentos e gestão de desastres.

O Michibiki pode ainda ser empregado em áreas localizadas em uma longitude similar à do Japão, como, por exemplo, partes da Ásia e Oceania. Além disso, o governo planeja expandir seu emprego para uma ampla gama de países. No entanto, muitas nações do mundo desenvolvem seus próprios sistemas de satélites de posicionamento global e a competição no setor está crescendo. Por exemplo: a China posicionou 35 satélites para seu sistema BeiDou, dos quais 17 já se encontram em operação. Ele cobre 30 países na região Ásia-Pacífico. Pequim também tem agido para a construção de infraestrutura terrestre nesses países. Já o Japão estabeleceu uma meta para iniciar operações de um sistema de sete satélites até o ano fiscal de 2023. Há, porém, várias questões que Tóquio precisa lidar em termos de desenvolvimento estratégico internacional. (da NHK World Japan)



Últimas

2019/03/20 » Trump deseja celebrar acordos comerciais bilaterais com principais parceiros dos EUA
2019/03/20 » Teste com interceptador conjunto EUA-Japão deve ser implementado em breve
2019/03/15 » Políticas monetárias do Banco do Japão
2019/03/15 » Banco do Japão diz que é necessário ter cautela com exportação e produção manufatureira
2019/03/15 » Toyota vai investir 750 milhões de dólares em suas fábricas nos EUA
2019/03/15 » Fundador do Fórum Econômico Mundial cita quarta revolução industrial no atrito comercial entre EUA e China
2019/03/11 » Nissan, Renault e Mitsubishi planejam nova liderança
2019/03/08 » ONU terá proporção igual de funcionários homens e mulheres em 10 anos
2019/03/08 » Pesquisadores criam células iPS que podem ajudar a combater rejeição imunológica
2019/03/08 » Mulheres ainda têm baixa representatividade em altos cargos de organizações
2019/02/27 » Japão fortalece acordo comercial com países da Asean
2019/02/26 » Tecnologia 5G é o centro das atenções em feira de comunicação de Barcelona
2019/02/26 » A procura de sucessores para negócios de pequeno e médio porte
2019/02/26 » Painel de especialistas diz que possibilidade de grande terremoto na Fossa do Japão é de mais de 90%
2019/02/22 » Sonda japonesa pousa em asteroide distante 300 milhões de quilômetros da Terra
2019/02/22 » Chefe da missão da Hayabusa 2 diz que Japão continua sendo líder na exploração de asteroides
2019/02/21 » Palavra-chave — Hayabusa 2
2019/02/21 » Sonda japonesa Hayabusa2 inicia processo de descida rumo ao asteroide Ryugu
2019/02/20 » Japão registra maior déficit comercial em quase 5 anos
2019/02/15 » Integração da transação de ações e futuros de commodities poderá em breve se tornar realidade no Japão

Ver mais »