Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(427)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias da Câmara

Notícias da Câmara

Selecione datas para filtrar: a OK
Makoto Tanaka destaca diretrizes de atuação da Câmara para 2005 10/01/2005

Presidente reafirma necessidade de uma Câmara aberta, com a participação de todos e que aceita desafios.

Takahiko Horimura, embaixador do Japão no Brasil, e Makoto Tanaka, presidente da Câmara.
(Foto: Rubens Ito / CCIJB)

 

O presidente Makoto Tanaka destacou no almoço de ano novo (“Shinnenkai”) da Câmara, as ações positivas feitas durante os seus dois últimos mandatos, e convocou os associados e a equipe eleita da Diretoria Executiva para este ano, a uma espécie de esforço concentrado para, desafiando o tempo, consolidar os programas estruturais que se tornaram marcas desta administração. “Já se passaram dois anos desde a implementação, na prática, da grande reforma do estatuto social e da organização da entidade, visando o cumprimento das políticas básicas de ‘uma Câmara aberta’ , ‘uma Câmara que encara desafios’ e ‘uma Câmara com a participação de todos’. Estamos sendo honrados com a colaboração ímpar dos senhores associados, tanto pessoas jurídicas quanto físicas, no tocante à apresentação de novos sócios, e gostaríamos de poder continuar a contar com este empenho”, disse o presidente, assegurando que está muito satisfeito com o espírito de unidade e disposição dos associados. Tanaka mencionou as ações positivas, mas destacou também as diretrizes de atuação da Câmara para o ano de 2005, além de comentar os principais acontecimentos que marcaram o ano de 2004 no cenário brasileiro e mundial.

Ao iniciar o seu discurso de saudação de ano novo, o presidente agradeceu as presenças, como convidados, do embaixador do Japão no Brasil, Takahiko Horimura, que veio de Brasília especialmente para prestigiar o evento, e do cônsul-geral do Japão em São Paulo, Hitohiro Ishida. “Gostaria de agradecer penhoradamente a ambos que, em meio às suas agendas carregadíssimas de início de ano, vieram para participar deste evento”. Na ocasião, Shinnenkai este que ocorreu em São Paulo, no dia 10 de janeiro, foram apresentados os novos membros da Diretoria Executiva para o ano de 2005, bem como do Conselho Fiscal para o biênio 2005/2006.

O embaixador Takahiko Horimura no seu discurso destacou os esforços do Japão no Iraque e no Afeganistão, afirmando que essas ações estão finalmente sendo reconhecidas pela comunidade internacional. O diplomata ressaltou que o Japão lutará para obter apoio à sua candidatura a um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas). O Brasil também deseja um assento como membro permanente. Atualmente, o conselho, a instância mais poderosa da ONU e cujas decisões podem ser obrigatórias, tem cinco membros permanentes, com poder de veto - Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, China e Rússia.

Tanaka fez um balanço dos principais fatos que marcaram o ano de 2004 no Brasil e no mundo como as tragédias, tanto humanas quanto naturais como a insurgência no Iraque sob tutela e o gigantesco tsunami (maremoto) que atingiu os países do Oceano Índico provocando mais de 150 mil mortes.

Em termos econômicos, comentou sobre a recuperação satisfatória tanto internacional como interna, impulsionada pela retomada do crescimento nos EUA, Japão e outros países desenvolvidos e a acelerada expansão de países em desenvolvimento como a China; as reformas estruturais do governo Lula; a PPP (Parcerias Público-Privadas), considerada indispensável para o crescimento sustentado da economia, que permitirá dobrar a capacidade de investimento.

Em sua análise, o presidente diz que tendo em vista a provável desaceleração global da economia, será inevitável que haja uma redução dos índices de crescimento econômico do Brasil, todavia, em sua opinião, haverá ainda um crescimento consistente. No seu entender, apesar das recentes e audaciosas reformas estruturais, o Brasil ainda mantém uma certa facilidade em ser afetada por fatores externos. Por esse ponto de vista, segundo ele, merecem especial atenção as tendências da economia norte-americana, sobretudo as medidas que o presidente George W. Bush tomará em seu segundo mandato no tocante aos “déficits gêmeos”, fiscal e externo. “O presidente Bush tem reiterado a manutenção de um dólar forte, mas no mercado ocorre justamente a queda da moeda. Acredito que há a necessidade de atentar para a forma como o governo norte-americano irá lidar com esses déficits”.

Entre as ações positivas de sua administração nestes dois anos, com a valiosa colaboração dos associados, o presidente Tanaka explicou que o fluxo do número de associados, que havia decrescido há mais de duas décadas, desde os anos 80, finalmente estancou. Citando o número absoluto de associados, observou que no ano retrasado (2003) a entidade teve um aumento de cinco sócios, e no ano passado (2004), um crescimento de onze empresas, bem como no ano retrasado saíram oito empresas de origem japonesa, com a entrada de 13 brasileiras e, no ano passado, a saída de uma empresa japonesa com a entrada de doze locais.

Makoto Tanaka mencionou ainda que na reunião da Diretoria Executiva de dezembro último, foram definidas as diretrizes de atuação da entidade para este ano. De acordo com essas diretrizes, com base nas políticas básicas já citadas, de uma Câmara aberta, com a participação de todos e que aceita desafios, foram aprovados três enfoques primordiais.

O primeiro, partindo da constatação de que as reformas desenvolvidas ao longo dos últimos dois anos estão praticamente consolidadas, vai no sentido de fortalecer o quadro associativo, visando uma projeção ainda maior da entidade, a fim de construir uma Câmara mais forte onde os associados formem uma grande unidade. Esse fortalecimento do quadro associativo, de acordo com o presidente, é tido como uma atividade da Câmara como um todo, sob a responsabilidade da Comissão de Marketing e Relações Públicas, que elaborará as medidas concretas nesse sentido e fará o follow-up e conseqüente avaliação dos resultados obtidos. “Essas medidas serão divulgadas posteriormente pela Comissão, mas podemos adiantar que planejamos elencar novos associados em potencial, distribuindo-os pelos departamentos setoriais, de forma que cada departamento desenvolva os trabalhos para a participação dessas empresas. Nossa meta principal é a ausência de empresas de origem japonesa que não tenham se associado à Câmara”. Para tanto, o presidente solicitou a todos membros que procurem apresentar conhecidos e parceiros de negócios para ingressarem na Câmara.

O presidente ressaltou também que, graças à colaboração dos associados, a Câmara está realizando freqüentes palestras, seminários, encontros de estudos etc., de alto nível e de grande utilidade dos sócios. Solicitou aos Departamentos Setoriais e às Comissões para que, tendo em mente esse aumento do número de associados, procurarem tornar essas atividades ainda mais interessantes e atraentes em benefício de todos.

O segundo enfocado pelo presidente Tanaka é o fortalecimento das relações econômicas nipo-brasileiras. “Nosso entendimento, aproveitando o intercâmbio entre os chefes de Estado dos dois países, representado pela vinda do primeiro-ministro Junichiro Koizumi ao Brasil em setembro e a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Japão, prevista para maio vindouro, é de estreitarmos as parcerias e relacionamentos com representações japonesas no Brasil, como a Embaixada e os consulados, bem como com o governo brasileiro e organizações econômicas tais como Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e CNI (Confederação Nacional da Indústria), a fim de fortalecer ainda mais as relações econômicas entre os dois países”. A incumbência por esses trabalhos, afirmou o presidente, caberá à Comissão do GIE (Grupo de Investidores Estrangeiros) e à Comissão de Promoção do Intercâmbio Econômico Nipo-Brasileiro. Nesse tocante, lembrou Tanaka, conforme já divulgado, “graças aos esforços do embaixador Takahiko Horimura”, no próximo dia 3 de março será realizado em Brasília um seminário sobre a importância do desenvolvimento da parceria de negócios entre os dois países, promovido pelo Grupo Parlamentar Brasil-Japão. Os detalhes deverão ser apresentados aos associados tão logo sejam definidos. Também, disse o presidente, há previsão da realização de uma nova reunião conjunta do Comitê de Cooperação Econômica Brasil-Japão, entre a CNI e o Nippon Keidanren.

De acordo com o presidente, também o intuito da Câmara é o de estreitar ainda mais os contatos e parcerias com as representações governamentais e câmaras de comércio dos principais países estrangeiros no Brasil, a começar pelos EUA, “para fortalecermos as nossas funções de sugestão e solicitações junto ao governo brasileiro, a fim de buscarmos soluções para os problemas comuns que as empresas de capital estrangeiro enfrentam nas áreas de investimentos e negócios”.

O terceiro, refere-se aos esforços em prol dos empreendimentos comemorativos do Centenário da Imigração Japonesa no Brasil, que acontecerá no ano de 2008. Segundo o presidente, a postura básica da Câmara, decidida pela Diretoria Executiva, é de realizar toda a cooperação a iniciativas que sejam dignas de marcar os cem anos da imigração, e que representem a vontade geral da comunidade nipo-brasileira. Tanaka disse que a Comissão de Relações com a Comunidade Nipo-Brasileira irá apresentar sugestões concretas à Câmara a respeito dos trabalhos em prol dessas comemorações, inclusive sobre os meios pelos quais se dará essa cooperação, lembrando que na reunião de dezembro passado, a Diretoria Executiva decidiu que essa Comissão irá formar um grupo de estudos nesse sentido.

Finalizando, o presidente pediu a colaboração dos associados, da mesma forma que a Câmara já a recebeu no ano que passou e saudou a todos com votos de muita saúde para o ano de 2005 que se inicia.

 

 

Makoto Tanaka, presidente da Câmara e Hitohiro Ishida, cônsul-geral do Japão em São Paulo

 

Vista geral do Shinnenkai.



Últimas

2020/09/26 » (Zoom) Entrada em vigor da LGPD: estratégias de adequação e mitigação de riscos
2020/09/24 » (Zoom) Seminário sobre novo coronavírus no Brasil
2020/09/17 » (Zoom) Impactos da LGPD nos programas de compliance
2020/09/17 » (Zoom) Realizado o 2º Fórum da Câmara
2020/09/16 » (Teams) Seminário online "Tendências da Reforma Tributária", promovido pelo Comitê Jurídico
2020/09/15 » (Zoom) Comparação entre a LGPD e a APPI
2020/09/15 » (Zoom) Ministério apresenta projetos de concessão para fundos de investimento japoneses
2020/09/10 » (Zoom) Metal-Mecânico: departamento discute retrospectiva e perspectivas
2020/09/09 » (Zoom) 1ª sessão de briefing pós-coronavírus (reunião de trocas de opinião)
2020/08/28 » (Zoom) Consulado: Encontro com os departamentos de Economia e Cultural
2020/08/27 » (Zoom) FCPA Review 2019
2020/08/27 » (Zoom) Realizado o 1º Fórum da Câmara
2020/08/24 » (Zoom) LGPD – Lições aprendidas com a GDPR europeia
2020/08/18 » (Zoom) Câmara participa da cerimônia de boas-vindas ao novo cônsul-geral Ryosuke Kuwana
2020/08/18 » (Zoom) ICMS – Fiscalização, lavratura de auto e o processo administrativo tributário no Estado de São Paulo
2020/08/18 » (Zoom) CPRB
2020/08/17 » (Google Meet) Reunião com o adido do Ministério da Agricultura do Japão
2020/08/14 » (Webex) Tax do amanhã - Tecnologias e recursos para os atuais desafios tributários das organizações
2020/08/13 » (Teams) Seminário online em inglês do Departamento Financeiro
2020/08/13 » (Zoom) O novo momento do Direito do Trabalho nas relações empresariais

Ver mais »