Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Transporte coletivo e redução do gasto de energia melhoram mobilidade urbana, apontam especialistas 23/02/2010

São Paulo – O gerente de projetos da Secretaria Nacional de Transportes e Mobilidade Urbana do ministério das Cidades, João Alencar Oliveira Júnior, afirmou hoje (22), durante reunião do Grupo de Trabalho Matriz Energética para o Desenvolvimento com Equidade e Responsabilidade Socioambiental do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) da Presidência da República, que as cidades deveriam dar prioridade ao transporte público para que a mobilidade urbana melhore nas cidades.

“É fundamental repensar nas nossas necessidades de deslocamento na cidade e nas atividades econômicas na cidade, ou seja, fazer com que as pessoas necessitem menos se deslocar e se precisarem que as distâncias sejam curtas e que possa se fazer isso a pé ou de bicicleta”.

Alencar disse para melhorar a mobilidade em São Paulo é preciso investimento maciço em transporte público, ou seja, não se pode pensar na cidade dependendo de transporte individual. “Esses engarrafamentos de 130 quilômetros,  a persistir essa falta de investimento público, só tendem a se agravar. Na realidade, toda e qualquer ação no sentido da melhoria das condições de transporte devem ser aprumadas no transporte público”. Para ele é preciso criar meios para que os cidadãos não precisem se deslocar de cidades próximas à capital para trabalhar.

A conselheira do CDES, Esther Bemerguy, ressaltou que o conselho já incluiu em sua carta de propostas sobre as melhorias na matriz energética do país, recomendações relacionadas ao transporte. Uma delas é que se passe a dar maior incentivo ao transporte hidroviário que usa menos combustível do que o transporte rodoferroviário. “Outra recomendação do conselho é a ênfase no transporte público e de preferência que seja poupador de combustível, que use cada vez menos diesel e gasolina”.

A terceira recomendação do CDES é que as cidades sejam pensadas para pouparem energia. “Isso engloba a questão das pessoas morarem próximas ao trabalho, que a escola dos filhos sejam próximas ao local de moradia”. Por isso, ela enfatizou que uma série de mudanças na organização dos municípios é necessária para criar uma cidade sustentável. “Queremos mostrar que o desenvolvimento urbano e da matriz de transporte adequado, pode resultar também em forte economia e mitigação do dióxido de carbono.

Segundo a conselheira, como as cidades já estão estruturadas de forma errada as medidas para promover as melhorias são de médio e longo prazo e é necessário que as cidades se planejem em primeiro lugar levando em consideração essa necessidade.

O secretário de Política Nacional de Transportes do ministério dos Transportes, Marcelo Perropato, disse que o governo está de acordo com as recomendações do conselho e tem priorizado no Plano Nacional de Logística e de Transportes organizado pelo ministério. “Isso significa trabalhar para expandir o setor ferroviário e hidroviário que são melhores economicamente e trazer um pouco do transporte rodoviário de longa distância para essas modalidades, o que não significa de nenhum modo tirar a prioridade do transporte rodoviário. O que queremos é colocá-lo em um nicho de mercado mais adequado. Nas distâncias médias e curtas você jamais vai prescindir do transporte por caminhões no setor urbano e metropolitano não há como fazer transporte por hidrovia e ferrovia”. (Agência Brasil - Flávia Albuquerque)



Últimas

2020/09/29 » CNI: confiança do empresário industrial cresce em todos os setores
2020/09/29 » Prazo de entrega da declaração do ITR acaba na quarta-feira
2020/09/29 » União libera R$ 5 bi para financiar MEI, micro e pequena empresa
2020/09/28 » Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
2020/09/28 » Petrobras inicia venda de dois campos de petróleo de águas profundas
2020/09/28 » Governo economiza R$ 1 bilhão com trabalho remoto de servidores
2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais

Ver mais »