Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Em Osasco, 91% das empresas do setor metalúrgico cumprem a cota de contratação de portadores de deficiência 25/02/2010

São Paulo – Com calça jeans e camiseta da empresa, Daniel Silva é um dos operador de máquinas da Arvin Meritor, em Osasco (SP). Pelos corredores da empresa ou mesmo quando está em serviço, ninguém desconfia que ele é portador de uma deficiência física – ainda na infância ele teve poliomelite.

"Nem eu mesmo me lembro que entrei pelo programa de cotas", disse o operador à Agência Brasil. Silva e os outros 953 funcionários da empresa têm o mesmo tratamento. "Aqui não há discriminação", afirmou.

Casos como o de Silva são cada vez mais comuns na região de Osasco. Segundo pesquisa divulgada hoje (24) pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, 91,49% das empresas metalúrgicas cumprem a cota de contratações de pessoas com deficiência.

Algumas empresas até ultrapassam o número mínimo e contratam mais deficientes em seu quadro, como é o caso da Corneta, que tem 33 portadores de deficiência entre seus funcionários – pela lei, eles precisariam ter apenas 25 – ou como a Arvin Meritor, que, por ser uma filial, não é obrigada a contratar deficientes e tem 38 empregados com este perfil.

A pesquisa mostrou também que 40,50% dos empregados das indústrias metalúrgicas contratados pelo sistema de cotas são portadores de deficiência física. Deficientes auditivos representam 40,10% do total, enquanto visuais são 6%.

Mas mesmo que tem uma necessidade especial intelectual não é excluído do mercado de trabalho na região de Osasco, como é o caso do operador de máquinas da Corneta, Éder Luis Soares Mauricio. Há cinco anos trabalhando na empresa, o portador de deficiência intelectual conseguiu seu posto de trabalho graças à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). "Eu trabalho normalmente, adoro ficar na minha máquina, é tudo muito tranquilo", disse.

Para a assistente social e analista de recursos humanos da Arvin Meritor, Elza Aparecida Luglio, contratar portadores de deficiência como Silva e Mauricio só trazem benefícios para a empresa. "A inclusão possibilita criar um ambiente de entrosamento em que todos se sentem muito bem e, consequentemente, produzem mais", afirmou.

"Estamos derrubando as barreiras do preconceito com sucesso", contou o vice-presidente do sindicato e coordenador do espaço da cidadania, Carlos Aparecido Clemente. Segundo ele, desde 2001, o sindicato está se dedicando à causa. "Mas sabemos que não fazemos nada sozinhos e, por isso, chamamos as escolas e as empresas para trabalharmos todos juntos pela concretização da cidadania. O direito ao trabalho é um direito de todos, inclusive de portadores de deficiência."

Clemente explicou que o trabalho de inclusão de pessoas com alguma deficiência nas empresas do setor metalúrgico começou quando o sindicato se preocupava em reintegrar os que tinham sofrido acidente de trabalho ou com doenças profissionais. "Mas o tema é tão envolvente que todos os setores se solidarizaram. Segundo a regional de Osasco do Ministério do Trabalho, em 2009, a nossa região registrava 553 empresas que cumprem a lei de cotas, sendo 9.761 pessoas com deficiência empregadas. Se pensar que, em 2001, eram apenas 12 empresas e 601 funcionários, este é um avanço e tanto", disse.

Ele afirmou ainda que na região de Osasco, 64% das empresas cumprem a lei, enquanto na capital paulista o percentual é 40%. "No Brasil o número é menor, 15%", completou. (Agência Brasil - Ivy Farias)



Últimas

2020/11/27 » Volta de cobrança do IOF sobre crédito renderá cerca de R$ 2 bi
2020/11/27 » Indústrias do Mercosul e da UE pedem urgência para acordo comercial
2020/11/27 » Indústria paulista mantém expansão no ano apesar de queda em outubro
2020/11/26 » Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,6 anos em 2019
2020/11/26 » Campos Neto: Pix vai gerar inclusão e reduzir custos para população
2020/11/26 » Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 16% em outubro
2020/11/25 » Anatel prevê leilão do 5G no final do primeiro semestre de 2021
2020/11/25 » Mercado de capitais analisa critérios socioambientais de empresas
2020/11/25 » Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
2020/11/24 » Maioria dos reajustes até outubro teve ganhos reais, diz Dieese
2020/11/24 » Mercado aumenta previsão de inflação e prevê queda menor do PIB
2020/11/24 » Guedes anuncia que vai para o "ataque" com privatizações e reformas
2020/11/23 » Mais de 60% dos internautas no país usam serviços públicos digitais
2020/11/23 » Guia de financiamento ajuda empresas interessadas em sustentabilidade
2020/11/23 » Em reunião do G20, Guedes diz que recuperação do Brasil surpreende
2020/11/20 » Economia cresceu 7,5% do segundo para o terceiro trimestre, diz FGV
2020/11/20 » Produção e empregos estão em alta na indústria, diz CNI
2020/11/20 » Confiança do empresário do comércio sobe 4,1% em novembro, diz CNC
2020/11/18 » Aumento de exportações industriais traria R$ 376 bi para economia
2020/11/18 » Quase dois terços das indústrias esperam faturar mais em 2021

Ver mais »