Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Inflação do aluguel sobe 1,18% em fevereiro 25/02/2010

São Paulo - O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) subiu 1,18% em fevereiro e ficou acima da taxa registrada em janeiro (0,63%). A taxa medida pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) serve de base de cálculo para reajuste dos aluguéis, entre outros tipos de correções.

A alta foi influenciada, principalmente, pelo aumento de preços no setor atacadista. O Índice de Preços Por Atacado (IPA), um dos três componentes do IGP-M, teve elevação de 1,42%, ante 0,51% no mês passado. Todos os grupos que integram o IPA apresentaram aumento, entre eles o de bens finais (1,82%), puxado em especial pela alta dos alimentos in natura (de -0,58% para 3,99%).

Nos bens intermediários, a elevação foi de 1,70%, ante 0,63%, com destaque para os materiais e componentes para manufatura (de 0,69% para 2,26%). No índice de matérias-primas brutas, a taxa atingiu 0,37%, revertendo o resultado negativo de janeiro (-0,06%).

Essa taxa só não subiu mais porque algumas fortes elevações de produtos agrícolas foram compensadas pela baixa em outras mercadorias do mesmo segmento. Entre os que apresentaram alta estão a laranja (de 5,39% para 43,88%), o leite in natura (de -1,85% para 1,99%) e a cana-de-açúcar (de 1,66% para 4,04%). Em movimento contrário, estão os preços de soja em grão, cujo índice passou de -5,49% para -12,38%, de aves (de 1,88% para -1,06%) e de café em grão (de 2,31% para -1,81%).

Outro componente do IGP-M, o Índice de Preços ao consumidor (IPC) teve redução no ritmo de alta, passando de 1,00%, em janeiro, para 0,88%, em fevereiro. Esse resultado reflete os decréscimos ocorridos na velocidade de aumentos em educação, leitura e recreação (de 1,96% para 0,87%), com alta mais moderada dos cursos formais (de 3,55% para 2,02%); em alimentação (de 1,42% para 1,23%), com destaque para as carnes bovinas (de 0,67% para -0,86) e em vestuário (de 0,44% para -0,40%), com a queda dos preços das roupas (de 0,70% para -0,62%).

Ainda em relação ao IPC, foram constatadas altas em transportes (de 2,29% para 2,65%), sob influência da tarifa de ônibus urbano (de 4,69% para 4,98%); em despesas diversas (de 0,42% para 0,48%), resultado puxado pela ração animal (de 0,12% para 1,08%); e em saúde e cuidados pessoais (de 0,35% para 0,40%), com destaque para o aparelho dentário (de -0,07% para 1,58%).

No terceiro componente do IGP-M, o Índice Nacional de custo da Construção (INCC), também houve redução na velocidade de aumentos (de 0,52% para 0,35%). O resultado reflete, principalmente, índices menores para a mão de obra (de 0,60% para 0,22%) e os serviços (de 1,28% para 0,76%). Em materiais e equipamentos, a taxa passou de 0,23% para 0,40%. (Agência Brasil - Marli Moreira)



Últimas

2020/11/26 » Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,6 anos em 2019
2020/11/26 » Campos Neto: Pix vai gerar inclusão e reduzir custos para população
2020/11/26 » Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 16% em outubro
2020/11/25 » Anatel prevê leilão do 5G no final do primeiro semestre de 2021
2020/11/25 » Mercado de capitais analisa critérios socioambientais de empresas
2020/11/25 » Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
2020/11/24 » Maioria dos reajustes até outubro teve ganhos reais, diz Dieese
2020/11/24 » Mercado aumenta previsão de inflação e prevê queda menor do PIB
2020/11/24 » Guedes anuncia que vai para o "ataque" com privatizações e reformas
2020/11/23 » Mais de 60% dos internautas no país usam serviços públicos digitais
2020/11/23 » Guia de financiamento ajuda empresas interessadas em sustentabilidade
2020/11/23 » Em reunião do G20, Guedes diz que recuperação do Brasil surpreende
2020/11/20 » Economia cresceu 7,5% do segundo para o terceiro trimestre, diz FGV
2020/11/20 » Produção e empregos estão em alta na indústria, diz CNI
2020/11/20 » Confiança do empresário do comércio sobe 4,1% em novembro, diz CNC
2020/11/18 » Aumento de exportações industriais traria R$ 376 bi para economia
2020/11/18 » Quase dois terços das indústrias esperam faturar mais em 2021
2020/11/18 » Brics apoia candidatura do Brasil para Conselho de Segurança da ONU
2020/11/17 » Pix terá pagamentos programados e troco em dinheiro
2020/11/17 » PagTesouro começa a disponibilizar Pix como forma de pagamento

Ver mais »