Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Taxa de desemprego deve cair neste ano, prevê ministro do Trabalho 15/03/2010

Rio de Janeiro - O ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, previu hoje (15) que a taxa média de desemprego terá uma retração neste ano, devendo ficar entre 7,4% e 7,5%. O número representa uma diminuição de até 0,7% em relação ao desemprego registrado no ano passado, que ficou em 8,1%.

Lupi comemora a retomada na economia, apontando os números de criação de empregos que serão divulgados nos próximos dias, baseados no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). “Fevereiro vai ser o melhor da história do Caged. Já vai ser um recorde. Não estou com os números, que fecham hoje. Na minha avaliação, serão mais de 2 milhões de empregos formais criados. Este ano de 2010 tende a ser o melhor ano de geração de emprego no Brasil”, previu Lupi.

Segundo ele, a economia está respondendo bem, depois da crise do ano passado. Lupi lembrou que, em janeiro, foram criadas 181 mil vagas e que o recorde de fevereiro foi de 204 mil novas vagas, em 2007. Ele garantiu que o número a ser divulgado será ainda maior.

Para o ministro, nenhum mecanismo econômico mede melhor o fato de uma economia estar bem do que a geração de emprego. "Eu conheço muita empresa que, mesmo ganhando dinheiro, demite funcionário, mas não conheço nenhuma empresa que contrate sem estar ganhando muito dinheiro”, afirmou.

Entre os fatores responsáveis pela recuperação do nível de emprego, Lupi citou o comportamento dos empresários no início da crise e as medidas anticíclicas tomadas posteriormente pelo governo. “Primeiro, houve demissões precipitadas. Agora a indústria está contratando muito, porque os estoques estavam altos e acreditavam que a crise era avassaladora. Não foi. Vendeu-se muito, e o governo foi proativo, com isenção de impostos”, lembrou.

Lupi participou no Rio do lançamento do programa Juventude Cidadã, que vai capacitar 7 mil jovens em cursos profissionalizantes de até 350 horas. Durante seis meses, os alunos receberão uma bolsa de R$ 100, além de vale-transporte e lanche. (Agência Brasil - Vladimir Platonow)



Últimas

2020/02/27 » Contas públicas tem superávit recorde de R$ 44,12 bi em janeiro
2020/02/27 » Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus
2020/02/27 » Com 11 casos, SP lidera registro de suspeitos de coronavírus no país
2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE

Ver mais »