Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Brasil ganha laboratório para estudo de combustíveis pesados e lubrificantes 17/03/2010

Rio de Janeiro – A Petrobras e o Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe/UFRJ) inauguraram hoje (17) o Bunker I, banco de provas para ensaios de óleos combustíveis pesados e lubrificantes produzidos no Brasil.

O instrumento faz parte do novo Laboratório de Máquinas Térmicas (LMT) da Coppe, cujo principal objetivo é realizar estudos para melhorar o desempenho desses produtos em motores marítimos e reduzir seu potencial de emissões de gases e de material particulado.

Com investimentos que somam R$ 12,6 milhões, sendo R$ 6,7 milhões na primeira fase e R$ 5,9 milhões na segunda fase, o laboratório será o primeiro do Hemisfério Sul para o desenvolvimento de produtos marítimos. A estatal vai testar, no laboratório, os óleos produzidos para servir de combustível para navios e que são tecnicamente conhecidos como bunker, além dos óleos lubrificantes.

Segundo o diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, com o Bunker I, o Brasil passará a contar com tecnologia de ponta para executar inspeções e certificações de óleos que até então eram feitas no exterior.

“A implantação do laboratório e o resultado dos testes por ele realizados trará benefícios à indústria brasileira de petróleo, aumentando a competitividade do óleo produzido no país. Atualmente a estatal atende plenamente o mercado de bunker no país com o fornecimento de 5 milhões de toneladas/ano do produto. A partir de agora, a idéia é que possamos passar a exportar o produto aproveitando o excedente do petróleo pesado da Bacia de Campos, para atingirmos mercados como o da Europa, do Mar do Norte e intensificando ainda mais a nossa presença na Ásia”, disse Costa.

De acordo com o professor do Programa de Engenharia Mecânica da Coppe, Albino José Kalab Leiroz, coordenador do LMT, o objetivo é adequar o óleo lubrificante e combustível aos mais altos padrões internacionais, “de forma a garantir a integridade, o melhor desempenho dos motores e os limites para emissões de gases poluentes estabelecidos pela Convenção Internacional para a Prevenção da Poluição por Navios”. (Agência Brasil - Nielmar de Oliveira)



Últimas

2020/02/27 » Contas públicas tem superávit recorde de R$ 44,12 bi em janeiro
2020/02/27 » Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus
2020/02/27 » Com 11 casos, SP lidera registro de suspeitos de coronavírus no país
2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE

Ver mais »