Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Índice que reajusta aluguéis tem alta na primeira prévia de maio 10/05/2010

Rio de Janeiro – A inflação medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) registrou alta de 0,47% na primeira prévia de maio, segundo informou hoje (10) a Fundação Getulio Vargas (FGV). No mesmo período de abril, a variação foi de 0,27%. A primeira prévia de maio compreende o intervalo de 21 a 30 de abril, e o IGP-M é utilizado para reajustar a maioria dos contratos de aluguel.

Entre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) ficou em 0,49% na primeira prévia de maio, ante 0,13% no mesmo período de abril. A taxa de variação do índice referente a Bens Finais recuou de 0,49% para 0,11%.

 

Contribuiu para o movimento o subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de 4,91% para menos 1,87%. No estágio dos Bens Intermediários, a taxa de variação passou de 0,04% para 0,80%. A maior contribuição para esta aceleração partiu do subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa passou de menos 0,07% para 0,72%.

O item matérias-primas brutas teve alta de 0,53%, enquanto no mês anterior havia registrado deflação de 0,26%. Contribuíram para a trajetória de aceleração do grupo foram: soja em grão (-2,70% para 3,02%), cana-de-açúcar (-0,78% para 1,07%) e arroz em casca (-4,61% para 2,41%). Com taxas em sentido descendente, destacam-se: leite in natura (10,08% para 7,57%), milho em grão (0,91% para -0,55%) e algodão em caroço (8,75% para 4,21%).

Com variação de 0,41% na primeira prévia de maio, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) superou a taxa de 0,28% registrada em igual período de abril. Seis das sete classes de despesa componentes do índice registraram aumento nas taxas de variação, com destaque para vestuário (-1,04% para 0,72%). Neste grupo, a principal contribuição partiu do item roupas (-1,36% para 1,10%).

Também apresentaram avanços os grupos: transportes (-0,63% para -0,06%), saúde e cuidados pessoais (0,31% para 0,87%), habitação (0,25% para 0,50%), despesas diversas (0,04% para 0,17%) e educação, leitura e recreação (0,05% para 0,06%). Nestes grupos, vale mencionar os itens: álcool combustível (-12,81% para -3,67%), medicamentos em geral (-0,11% para 3,29%), empregados domésticos (0,61% para 1,84%), mensalidade para TV por assinatura (-0,07% para 0,91%) e excursão e tour (-4,17% para -0,03%).

Em sentido oposto, apresentou desaceleração o grupo alimentação (1,01% para 0,43%). Nesta classe de despesa, vale citar o comportamento dos itens: hortaliças e legumes (4,04% para -0,29%), laticínios (3,15% para 1,89%) e adoçantes (0,73% para -1,72%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) ficou em 0,55% na primeira prévia de maio, menor do que a de abril (1,12%). O índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços registrou alta de 0,67%, ante 0,56% no mês anterior. O item mão de obra registrou alta de 0,41%, muito abaixo da medição de igual período de abril (1,73%). (Agência Brasil - Riomar Trindade)



Últimas

2019/12/13 » Estados Unidos e China concluem Fase 1 de acordo comercial
2019/12/13 » Grandes municípios perdem participação no PIB ano a ano, mostra IBGE
2019/12/13 » FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo
2019/12/12 » Receita faz nova operação de malha fina em empresas
2019/12/12 » Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
2019/12/12 » Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
2019/12/11 » Acesso digital a serviços públicos gera economia de R$ 1,7 bi por ano
2019/12/11 » Comércio varejista registra a sexta alta consecutiva em outubro
2019/12/10 » Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro
2019/12/10 » Safra de 2020 deve bater recorde e chegar a 240,9 milhões de toneladas
2019/12/10 » Mais 2 milhões de pessoas passam a ter esgoto e água potável em casa
2019/12/09 » Novas tecnologias digitais aumentam produtividade de empresas
2019/12/09 » Estimativa para inflação sobe para 3,84% este ano
2019/12/09 » Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis
2019/12/09 » Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019
2019/12/04 » Produção industrial cresce 0,8% em outubro
2019/12/03 » Faturamento da indústria sobe 1,3% em outubro, diz CNI
2019/12/03 » Venda de veículos novos cresce 4,38% em novembro frente a 2018
2019/12/03 » Com nova revisão da balança comercial, exportações sobem US$ 6,4 bi
2019/12/03 » Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015

Ver mais »