Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Violência atinge, em geral, homens com menos de 29 anos e de baixa renda, diz OEA 11/05/2010

Brasília – Nos países latino-americanos, as mortes violentas envolvem principalmente jovens, do sexo masculino, com menos de 29 anos e de baixa renda. Mas há registros de aumento do número de assassinatos de crianças e adolescentes. O alvo principal são os jovens que vivem em centros urbanos. As conclusões foram apresentadas hoje (11), no Relatório sobre a Segurança Cidadã e Direitos Humanos, elaborado pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) - vinculada à Organização dos Estados Americanos (OEA).

Pelos dados do relatório, a região registra 68,9 mortos a cada 100 pessoas, na faixa de 15 a 29 anos. De acordo com os especialistas, a violência envolvendo adolescentes e jovens tem uma ligação direta com a falta de emprego, educação, além dos baixos padrões de moradia. Segundo eles, as reações à frustração e tensão, assim como atos de raiva têm como consequências brigas e um comportamento antissocial .

“Boa parte da violência envolve conflitos pessoais entre amigos e conhecidos, há uma correlação muito acentuada com o uso de drogas e álcool”, diz o estudo. Nas Américas e na América Latina e no Caribe, a taxa de criminalidade violenta é considerada “elevada e preocupante”.

Apesar dos dados negativos, os especialistas afirmam que há registros de aumento da confiança da população em relação às autoridades de segurança pública. No relatório, os percentuais indicam que 43% da população têm confiança na polícia e em autoridades de segurança, mas apenas 38% confia no governo.

O relatório sobre a Segurança Cidadã e Direitos Humanos foi elaborado em parceria da Comissão Interamericana de Direitos Humanos com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e o Escritório das Nações Unidas do Alto Comissariado para os Direitos Humanos (Acnudh). No documento, há uma série de críticas às políticas públicas adotadas por vários países. (Agência Brasil - Renata Giraldi)



Últimas

2019/09/19 » Intenção de consumo das famílias cresce 0,3% em setembro, diz CNC
2019/09/19 » Confiança de empresário industrial fica estável em setembro
2019/09/19 » Copom reduz Selic para 5,5% ao ano
2019/09/16 » Brasil eleva em 9,5% comércio com EUA, mas diminui com outros países
2019/09/16 » IGP-10 tem inflação de 0,29% em setembro
2019/09/16 » Mercado financeiro espera por redução da Selic para 5,5% ao ano
2019/09/13 » Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
2019/09/13 » Dispositivos digitais abrem novas possibilidades na saúde
2019/09/13 » Você tem direito a sacar o FGTS? Teste seus conhecimentos
2019/09/13 » Agências da Caixa ampliam horário nesta sexta para saques do FGTS
2019/09/12 » Indicador mostra alta de 2,6% no consumo de bens da indústria em julho
2019/09/12 » Abate de bovinos e suínos cresce no segundo trimestre no país
2019/09/12 » Setor de serviços cresce 0,8% de junho para julho no país, diz IBGE
2019/09/11 » Comércio varejista cresce 1% em julho
2019/09/11 » Código do Consumidor completa 29 anos; teste seus conhecimentos
2019/09/11 » Novas tecnologias digitais auxiliam produção no campo
2019/09/10 » Safra de grãos deve fechar 2019 com crescimento de 5,9% , diz IBGE
2019/09/10 » ANP inicia 1º ciclo da oferta permanente de blocos de petróleo e gás
2019/09/10 » Produção industrial recua em oito dos 15 locais pesquisados em julho
2019/09/10 » Governo aumenta previsão de crescimento da economia para 0,85%

Ver mais »