Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Agência da ONU recomenda que países incluam mais pessoas em redes de informação e telecomunicações 11/05/2010

Brasília – Dos 192 países que se comprometeram a adotar medidas para a inclusão de redes de informação há cinco anos, 84% cumpriram suas metas. Sete por cento estão em processo de desenvolvimento para a execução das medidas. As informações estão no relatório elaborado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), agência das Nações Unidas (ONU) que organiza os arranjos de interconexões entre os países. O órgão adverte, porém, que é possível aperfeiçoar as medidas e ampliar a execução das ações.

Para os especialistas da UIT, alguns governos devem rever os seus planos sobre orientação estratégica para assegurar o ambiente tecnológico adequado. Também é necessário adotar medidas que visam à inclusão de mais pessoas nos sistemas de telecomunicações, segundo o relatório.

O objetivo de ampliação da integração das redes de comunicação foi firmado, em um fórum realizado na Tunísia, em 2005. “É encorajador ver que muitos países reconhecem a importância de ter uma estratégia nacional [e ampliação da integração das redes de comunicação]”, disse
o diretor do Bureau de Desenvolvimento das Telecomunicações da UIT, Sami Al Basheer Morshid Al.

O relatório foi elaborado em parceria com cinco comissões regionais da ONU e incorporou uma série de recomendações da UIT e também de políticas nacionais. As estratégias nacionais são analisadas por alguns governos como instrumentos para estimular e revitalizar setores da economia que ainda sofrem os efeitos da crise financeira mundial.

Em 2001, a Assembleia Geral da ONU aprovou a realização da Cimeira Mundial sobre a Sociedade da Informação – que ocorreu em duas etapas: na Suíça, em 2003, e na Tunísia, em 2005. De acordo com o documento aprovado, a meta era “estabelecer estratégicas abrangentes, de perspectivas nacionais e sustentáveis, além de medidas setoriais visando, também, à redução da pobreza”. (Agência Brasil - Renata Giraldi)



Últimas

2019/12/13 » Estados Unidos e China concluem Fase 1 de acordo comercial
2019/12/13 » Grandes municípios perdem participação no PIB ano a ano, mostra IBGE
2019/12/13 » FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo
2019/12/12 » Receita faz nova operação de malha fina em empresas
2019/12/12 » Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
2019/12/12 » Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
2019/12/11 » Acesso digital a serviços públicos gera economia de R$ 1,7 bi por ano
2019/12/11 » Comércio varejista registra a sexta alta consecutiva em outubro
2019/12/10 » Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro
2019/12/10 » Safra de 2020 deve bater recorde e chegar a 240,9 milhões de toneladas
2019/12/10 » Mais 2 milhões de pessoas passam a ter esgoto e água potável em casa
2019/12/09 » Novas tecnologias digitais aumentam produtividade de empresas
2019/12/09 » Estimativa para inflação sobe para 3,84% este ano
2019/12/09 » Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis
2019/12/09 » Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019
2019/12/04 » Produção industrial cresce 0,8% em outubro
2019/12/03 » Faturamento da indústria sobe 1,3% em outubro, diz CNI
2019/12/03 » Venda de veículos novos cresce 4,38% em novembro frente a 2018
2019/12/03 » Com nova revisão da balança comercial, exportações sobem US$ 6,4 bi
2019/12/03 » Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015

Ver mais »