Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Agência da ONU recomenda que países incluam mais pessoas em redes de informação e telecomunicações 11/05/2010

Brasília – Dos 192 países que se comprometeram a adotar medidas para a inclusão de redes de informação há cinco anos, 84% cumpriram suas metas. Sete por cento estão em processo de desenvolvimento para a execução das medidas. As informações estão no relatório elaborado pela União Internacional de Telecomunicações (UIT), agência das Nações Unidas (ONU) que organiza os arranjos de interconexões entre os países. O órgão adverte, porém, que é possível aperfeiçoar as medidas e ampliar a execução das ações.

Para os especialistas da UIT, alguns governos devem rever os seus planos sobre orientação estratégica para assegurar o ambiente tecnológico adequado. Também é necessário adotar medidas que visam à inclusão de mais pessoas nos sistemas de telecomunicações, segundo o relatório.

O objetivo de ampliação da integração das redes de comunicação foi firmado, em um fórum realizado na Tunísia, em 2005. “É encorajador ver que muitos países reconhecem a importância de ter uma estratégia nacional [e ampliação da integração das redes de comunicação]”, disse
o diretor do Bureau de Desenvolvimento das Telecomunicações da UIT, Sami Al Basheer Morshid Al.

O relatório foi elaborado em parceria com cinco comissões regionais da ONU e incorporou uma série de recomendações da UIT e também de políticas nacionais. As estratégias nacionais são analisadas por alguns governos como instrumentos para estimular e revitalizar setores da economia que ainda sofrem os efeitos da crise financeira mundial.

Em 2001, a Assembleia Geral da ONU aprovou a realização da Cimeira Mundial sobre a Sociedade da Informação – que ocorreu em duas etapas: na Suíça, em 2003, e na Tunísia, em 2005. De acordo com o documento aprovado, a meta era “estabelecer estratégicas abrangentes, de perspectivas nacionais e sustentáveis, além de medidas setoriais visando, também, à redução da pobreza”. (Agência Brasil - Renata Giraldi)



Últimas

2021/01/27 » Pandemia e fim dos auxílios podem reverter retomada econômica
2021/01/27 » Confiança na construção civil recua depois de seis altas, diz FGV
2021/01/27 » Confiança do consumidor cai pelo quarto mês consecutivo
2021/01/27 » Custo da construção sobe 0,93% em janeiro, anuncia a FGV
2021/01/26 » Micro e pequenas empresas têm até sexta-feira para aderir ao Simples
2021/01/26 » Queda na arrecadação foi “resultado excelente”, diz Guedes
2021/01/26 » Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
2021/01/25 » Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
2021/01/25 » Cepal: exportações da América Latina e do Caribe caíram 13% em 2020
2021/01/25 » Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

Ver mais »