Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Inflação oficial varia 0,01% em julho 06/08/2010

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) variou 0,01% em julho, mantendo-se quase inalterado em comparação a junho quando a taxa foi de 0%. Os dados foram divulgados hoje (6) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O IPCA, que é usado pelo Banco Central para fixar as metas de inflação, tem como referência as famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos por mês e abrange nove regiões metropolitanas do país, além de Brasília e do município de Goiânia.

No acumulado do ano, o índice ficou em 3,10%. Considerando os últimos 12 meses, o IPCA ficou em 4,60%, abaixo do acumulado nos 12 meses imediatamente anteriores (4,84%). Em julho de 2009, o índice havia sido de 0,24%.

O preço dos alimentos continuou caindo e variou -0,76% em julho, com menor intensidade que em junho (-0,90%). Este movimento de queda ocorreu em todas as regiões pesquisadas, com destaque para Belo Horizonte que registrou queda de -1,51%.

O tomate foi o produto que mais influenciou o resultado, com preços 23,90% mais baixos. O item refeição fora, que permanece com alta de 0,65%, continua caindo em comparação com as taxas de 0,80% de junho e 1,15% de maio.

Na direção contrária, as frutas e as carnes sofreram aumento. As frutas vinham de uma queda de 2,26% de junho e registraram alta de 1,13% em julho e o preço das carnes passou de -0,55% em junho para 0,33% agora em julho. Os produtos não alimentícios caíram de 0,27% em junho para 0,24% em julho.

O estudo aponta que as passagens aéreas (12,57% em junho para 9,15% em julho) representaram a segunda maior contribuição ao IPCA de julho: 0,03 ponto percentual.

As despesas com habitação também sofreram alta, de 0,54%, provocada sobretudo pela energia elétrica (1,17% em julho), pressionada pela região metropolitana de Curitiba, onde o reajuste total sobre o quilowatt/hora ficou em cerca de 15%, percentual integralmente apropriado no mês de julho. Este fato fez com que Curitiba ficasse com o resultado mais alto nos índices regionais (0,31). A taxa mais baixa ficou com a região metropolitana do Rio de Janeiro (-0,16%) seguido de Salvador (-0,15%). As informações são da Agência Brasil - Flávia Villela.



Últimas

2019/12/04 » Produção industrial cresce 0,8% em outubro
2019/12/03 » Faturamento da indústria sobe 1,3% em outubro, diz CNI
2019/12/03 » Venda de veículos novos cresce 4,38% em novembro frente a 2018
2019/12/03 » Com nova revisão da balança comercial, exportações sobem US$ 6,4 bi
2019/12/03 » Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015
2019/12/03 » PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE
2019/12/02 » Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas
2019/12/02 » EUA vão restabelecer tarifa sobre aço e alumínio comprados do Brasil
2019/12/02 » Mercado financeiro eleva estimativa de inflação este ano para 3,29%
2019/11/29 » Termina amanhã prazo para renovar contratos do Fies feitos até 2017
2019/11/29 » Governo e setor privado estimam Custo Brasil em R$ 1,5 trilhão por ano
2019/11/28 » IGP-M acumula inflação de 3,97% em 12 meses
2019/11/28 » Confiança da indústria atinge maior nível desde maio de 2018
2019/11/28 » Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,3 anos
2019/11/26 » Custo da construção sobe 0,15% em novembro
2019/11/26 » Pnuma: emissões de CO2 precisam cair 7,6% ao ano
2019/11/26 » Criador da WWW propõe contrato para "consertar" internet
2019/11/25 » Mercado eleva projeção de inflação e de crescimento econômico
2019/11/25 » Brasileiros acreditam que inflação fica em 4,8% nos próximos 12 meses
2019/11/25 » Micro e pequenas empresas geraram mais de 73 mil empregos em outubro

Ver mais »