Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
INSS já acompanha em tempo real o que acontece nas agências de todo o país 16/09/2010

As 1.139 agências da Previdência Social de todo o país já estão contando com monitoramento online, das 7h às 19h, de segunda a sexta-feira, visando ao cumprimento de metas trimestrais de desempenho no atendimento ao público. Tudo que acontece nas agências é acompanhado em tempo real na Sala de Monitoramento do Atendimento, instalada em Brasília. O sistema permite, inclusive, a comunicação entre as unidades, segundo destacou o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas.

A vantagem do monitoramento, segundo o ministro, é a possibilidade de correção de falhas e de redirecionamento do trabalho sem perda de tempo. É possível saber, por exemplo, a quantidade de pessoas nas agências, o tempo médio de espera, a duração do atendimento no guichê, o horário de funcionamento da unidade, circuitos e sistemas que caem, entre outras aplicações.

O aparato foi desenvolvido por funcionários do próprio Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e poderia ter custado em torno de R$ 10 milhões se tivesse sido encomendado a empresas privadas. O presidente do INSS, Valdir Simão, afirmou durante apresentação do serviço nesta quinta-feira (16/9) que "o grande desafio do INSS é saber a demanda do público". Ele explicou que muita gente ainda procura as agências com problemas que poderiam ser resolvidos pela internet ou pelo telefone.

Segundo Simão, há mais de um ano os servidores do instituto estão recebendo uma gratificação por desempenho de 60% da remuneração integral. O ideal, para ele, é que a remuneração de carreira represente a maior parte do salário. “Vamos caminhar para isto".

Para o ministro Carlos Eduardo Gabas, o tempo médio de atendimento nas agências atualmente é de 35 minutos e a meta é chegar a 29 minutos em dezembro deste ano. O prazo médio para concessão de aposentadorias é hoje de 25 dias para quem tem todos os dados inseridos no Cadastro Nacional de Informações Sociais (Cnis). A a meta é reduzir para 13 dias. Gabas disse que o sistema de monitoramento hoje apresentado "poderia ser aproveitado na área da saúde", e que já está despertando o interesse "de muitos setores do governo e até de outros países". (Lourenço Canuto, da Agência Brasil)



Últimas

2020/02/27 » Contas públicas tem superávit recorde de R$ 44,12 bi em janeiro
2020/02/27 » Veja as dicas da OMS para se proteger do novo coronavírus
2020/02/27 » Com 11 casos, SP lidera registro de suspeitos de coronavírus no país
2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE

Ver mais »