Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Mais da metade das famílias viviam com até um salário mínimo por pessoa em 2009 17/09/2010

Seis em cada dez famílias brasileiras ganhavam até um salário mínimo per capita no ano passado. A informação consta da pesquisa Síntese dos Indicadores Sociais divulgada hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com os dados, 60,1% da população ganhavam até um salário mínimo em 2009, sendo que mais da metade das famílias (35,3%) recebiam até meio salário mínimo (R$ 232) por pessoa. Quase metade das famílias do Nordeste (46,9%) ganhava esse valor.

No Sudeste, estavam as famílias mais ricas, embora 58,8% recebessem até um salário mínimo. Na região, 7,7% tinham rendimentos entre dois e três salários e 6,3% ganhavam mais do que cinco.

Com relação à desigualdade de renda, a pesquisa mostra diminuição nos últimos dez anos (1999 e 2009). No período, a razão entre os 20% mais ricos e os 20% mais pobres caiu de 24,3 para 17,8, representando uma queda de seis pontos percentuais.

Entre os mais pobres, chama a atenção o impacto de programas de transferência, como o Bolsa Família, que aumentou a participação na renda. Depois dos recursos obtidos com o trabalho, o item "outras fontes" é o que mais ajuda na composição da renda familiar.

No caso de famílias que viviam com R$ 116 (um quarto do salário mínimo da época) por pessoa, no ano passado, os rendimento dos programas de transferência correspondiam a 28% do total da renda, um aumento de sete vezes em relação a 1999 (4,4%).

Para o total das famílias brasileiras, o item "outras fontes" representava 5% do total do rendimento, e os recursos provenientes do trabalho respondiam por 76,2%. Aposentadorias e pensões completavam com 18,8%.

Os pesquisadores do IBGE também fizeram avaliações subjetivas e perguntaram qual a percepção das famílias sobre a própria renda. A constatação foi que 75% têm alguma dificuldade para chegar ao fim do mês com os próprios recursos. Declararam muita facilidade ou facilidade 10,5%.

As famílias com crianças até 14 anos também declararam dificuldade ou muita dificuldade de completar o mês com seus rendimentos. Na Região Nordeste, 29% das famílias com filhos contaram que têm muita dificuldade de passar o mês. (Isabela Vieira, da Agência Brasil)



Últimas

2020/05/29 » Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
2020/05/29 » Bolsonaro diz que auxílio emergencial deverá ter quarta parcela
2020/05/29 » Faturamento caiu em mais de 80% das indústrias nos últimos 45 dias
2020/05/29 » Pedidos de recuperação judicial caem 3,2% em abril
2020/05/28 » Plano de retomada da economia em São Paulo terá cinco fases
2020/05/28 » Fumante com coronavírus tem 14 vezes mais chances de morrer
2020/05/28 » Rússia adia cúpula do Brics devido ao novo coronavírus
2020/05/27 » Opas: Américas são novo epicentro da covid-19
2020/05/27 » Governo libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
2020/05/27 » Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
2020/05/26 » Ministério divulga diretrizes para construção de hospitais de campanha
2020/05/26 » EUA antecipam em dois dias restrição de viagens do Brasil
2020/05/26 » Aplicativos criados por alunos da UFF facilitam integração na pandemia
2020/05/22 » Receita inicia hoje consulta ao primeiro lote do Imposto de Renda
2020/05/22 » Receita lança aplicativo CPF Digital
2020/05/22 » Especialistas alertam sobre sintomas menos comuns da covid-19
2020/05/19 » Tabagismo e coronavírus são combinação catastrófica, diz fundação
2020/05/19 » Vacina para covid-19 mostra resultado promissor
2020/05/19 » Alívio no mercado externo faz dólar cair para R$ 5,72
2020/05/18 » Critérios e avaliações na recuperação de covid-19

Ver mais »