Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Mais da metade das famílias viviam com até um salário mínimo por pessoa em 2009 17/09/2010

Seis em cada dez famílias brasileiras ganhavam até um salário mínimo per capita no ano passado. A informação consta da pesquisa Síntese dos Indicadores Sociais divulgada hoje (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com os dados, 60,1% da população ganhavam até um salário mínimo em 2009, sendo que mais da metade das famílias (35,3%) recebiam até meio salário mínimo (R$ 232) por pessoa. Quase metade das famílias do Nordeste (46,9%) ganhava esse valor.

No Sudeste, estavam as famílias mais ricas, embora 58,8% recebessem até um salário mínimo. Na região, 7,7% tinham rendimentos entre dois e três salários e 6,3% ganhavam mais do que cinco.

Com relação à desigualdade de renda, a pesquisa mostra diminuição nos últimos dez anos (1999 e 2009). No período, a razão entre os 20% mais ricos e os 20% mais pobres caiu de 24,3 para 17,8, representando uma queda de seis pontos percentuais.

Entre os mais pobres, chama a atenção o impacto de programas de transferência, como o Bolsa Família, que aumentou a participação na renda. Depois dos recursos obtidos com o trabalho, o item "outras fontes" é o que mais ajuda na composição da renda familiar.

No caso de famílias que viviam com R$ 116 (um quarto do salário mínimo da época) por pessoa, no ano passado, os rendimento dos programas de transferência correspondiam a 28% do total da renda, um aumento de sete vezes em relação a 1999 (4,4%).

Para o total das famílias brasileiras, o item "outras fontes" representava 5% do total do rendimento, e os recursos provenientes do trabalho respondiam por 76,2%. Aposentadorias e pensões completavam com 18,8%.

Os pesquisadores do IBGE também fizeram avaliações subjetivas e perguntaram qual a percepção das famílias sobre a própria renda. A constatação foi que 75% têm alguma dificuldade para chegar ao fim do mês com os próprios recursos. Declararam muita facilidade ou facilidade 10,5%.

As famílias com crianças até 14 anos também declararam dificuldade ou muita dificuldade de completar o mês com seus rendimentos. Na Região Nordeste, 29% das famílias com filhos contaram que têm muita dificuldade de passar o mês. (Isabela Vieira, da Agência Brasil)



Últimas

2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens
2020/10/19 » Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo
2020/10/19 » Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
2020/10/16 » Indicador antecedente da economia brasileira cresce 1,2% em setembro
2020/10/16 » Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central
2020/10/16 » Rebanho bovino cresce em 2019, influenciado pelo cenário externo
2020/10/15 » Produção de motocicletas aumenta 13,1% em setembro
2020/10/15 » Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios
2020/10/15 » Programa de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado
2020/10/14 » Guedes defende reformas e rigor fiscal pós-pandemia a comitê do FMI
2020/10/14 » Caixa amplia margem do empréstimo consignado para 35%
2020/10/14 » Mercado eleva projeções para inflação e vê câmbio desvalorizado
2020/10/13 » FMI: mudança climática é ameaça significativa ao crescimento global
2020/10/13 » ONU pede que bancos deixem de financiar projetos de combustível fóssil
2020/10/13 » Custo da construção civil sobe 1,44% em setembro
2020/10/13 » Inflação oficial sobe para 0,64% em setembro
2020/10/09 » Conab prevê produção recorde de grãos na safra 2020/2021

Ver mais »