Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Indústria foi o setor que teve resultado mais superestimado antes da revisão do PIB de 2008 05/11/2010

O setor industrial foi o que sofreu a maior variação na revisão dos dados do Produto Interno Bruto (PIB) de 2008 feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em vez do crescimento de 4,4% apresentado antes, a expansão foi de 4,1%, conforme divulgou hoje (5) o instituto. O PIB total do país foi revisado para cima, o avanço tinha sido calculado em 5,1% e foi revisado para 5,2%.

De acordo com o coordenador de Contas Trimestrais do IBGE, Roberto Olinto, a revisão dos dados ocorreu em função da incorporação de novas informações e não alterou o retrato da economia brasileira da época, nem modificou a compreensão do impacto da crise financeira internacional sobre o setor. Segundo ele, os dados confirmam que a crise prejudicou, entre os ramos da indústria, especialmente a de transformação, que cresceu 3% no período, e não 3,2% como mostrava a divulgação anterior.

“Essa conclusão já estava feita na época, mas hoje eu consigo olhar com mais detalhe o conjunto da indústria. Tínhamos informações preliminares e incorporamos pesquisas anuais do IBGE, que são definitivas”, explicou.

Ainda de acordo com o levantamento, 11 atividades dentro da indústria de transformação tiveram queda em 2008 (em 2007 foram seis) e 23 apresentaram alta (contra 28 em 2007). Além disso, e documento do IBGE revela que o crescimento ocorreu de forma mais concentrada, com apenas três atividades respondendo por mais da metade do aumento do valor adicionado bruto das indústrias de transformação: máquinas e equipamentos, outros equipamentos e transportes e produtos farmacêuticos.

O levantamento também destaca o desempenho da construção civil, com alta de 7,9%, porém inferior à expansão de 8,2% divulgada anteriormente. Contribuíram para o resultado tintas e vernizes (12%), cimento (10,1%) e outros produtos de minerais não metálicos (5,5%). Já a indústria extrativa mineral teve aumento de 3,5%, menor do que a elevação de 4,9% apontada inicialmente.

Ainda pela ótica da produção, a agropecuária foi o componente do PIB cuja geração de renda mais aumentou em 2008 depois da revisão: 6,1%. A divulgação anterior apontava expansão de 5,7%.

De acordo com o IBGE, o resultado pode ser explicado, principalmente, pelo desempenho da lavoura naquele ano. Foi registrado crescimento de 7,3% nas atividades de agricultura, silvicultura e exploração florestal, com destaque para os seguintes produtos: trigo em grão (46,5%), café em grão (24,4%), cana-de-açúcar (17,4%), milho em grão (13,1%) e arroz (9%). A atividade pecuária e pesca também teve expansão de 3,6%, superior ao resultado de 2007 (1%), puxada por aves (6,6%) e suínos (2,4%). Já os bovinos, que têm maior importância na pecuária, tiveram crescimento de 1,3%, após dois anos sucessivos de variações negativas.

Os serviços reduziram o ritmo de crescimento e tiveram alta de 4,9%, pouco maior do que o apontado antes, de 4,8%. Em 2007, a expansão foi de 6,1%. Entre as 15 atividades que compõem o setor, oito apresentaram variação em volume inferior à observada em 2007, entre eles serviços de intermediação financeira, seguros e previdência complementar e serviços relacionados, que cresceram 12,6% em 2008, enquanto, em 2007, essas atividades registraram alta de 15,1%. O comércio também subiu menos em 2008, com relação a 2007, 6,1% contra 21,6%.

De acordo com o IBGE, o crescimento de 5,2% do PIB, em 2008, conforme o dado revisado, foi decorrente de um aumento de 4,8% do valor adicionado bruto e de um aumento de 7,6% dos impostos sobre os produtos. (Thaís Leitão, da Agência Brasil)



Últimas

2020/05/26 » Ministério divulga diretrizes para construção de hospitais de campanha
2020/05/26 » EUA antecipam em dois dias restrição de viagens do Brasil
2020/05/26 » Aplicativos criados por alunos da UFF facilitam integração na pandemia
2020/05/22 » Receita inicia hoje consulta ao primeiro lote do Imposto de Renda
2020/05/22 » Receita lança aplicativo CPF Digital
2020/05/22 » Especialistas alertam sobre sintomas menos comuns da covid-19
2020/05/19 » Tabagismo e coronavírus são combinação catastrófica, diz fundação
2020/05/19 » Vacina para covid-19 mostra resultado promissor
2020/05/19 » Alívio no mercado externo faz dólar cair para R$ 5,72
2020/05/18 » Critérios e avaliações na recuperação de covid-19
2020/05/18 » Veja como será o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial
2020/05/18 » Dataprev aprova auxílio emergencial para 8,3 milhões de brasileiros
2020/05/15 » Anistia Internacional lança campanha sobre grupos carentes no Brasil
2020/05/15 » Clientes podem acessar serviços públicos com senha do Banco do Brasil
2020/05/15 » Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses
2020/05/14 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia
2020/05/14 » Com pandemia, 76% do setor industrial reduziu produção
2020/05/14 » Estudo da Unicamp indica lockdown em SP se isolamento não aumentar
2020/05/13 » Maioria dos governadores manterá academias e salões fechados
2020/05/13 » Programa de redução de salário preserva mais de 7 milhões de empregos

Ver mais »