Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
TJ de São Paulo inaugura centro de conciliação para agilizar processos em segunda instância 03/03/2011

O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo inaugurou hoje (3) o TJ Conciliando SP, um centro de solução de conflitos para processos de direito privado e que estão tramitando em segunda instância. O centro pretende reduzir o acervo de processos, por meio da conciliação entre as partes, em casos que envolvem instituições bancárias, seguros de saúde e convênios médicos, empresas de telefonia, administradoras de cartão de crédito, estabelecimentos de ensino e empresa de financiamento habitacional.

“O tribunal está muito congestionado e chegou-se à ideia de que é possível tirar muitos processos, de dentro da Justiça, por meio da conciliação”, disse a corregedora nacional do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Eliana Calmon. A ministra espera que 30% desses processos que serão encaminhados para a conciliação apresentem resultado positivo.

As audiências de conciliação vão ocorrer de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, no Fórum João Mendes Jr., na praça João Mendes, no centro da capital paulista. Para isso, o tribunal vai destinar sete salas do fórum, onde funcionarão, simultaneamente, 20 mesas de conciliação, com 20 escreventes e 20 conciliadores. A expectativa é de que cinco mil audiências de conciliação aconteçam a cada mês. As primeiras audiências devem ocorrer a partir da próxima semana.

“Pretendemos levar a conciliação em torno de cinco mil processos por mês porque esse é o limite da nossa capacidade hoje”, disse o desembargador Fernando Antonio Maia da Cunha, presidente da Seção de Direito Privado do tribunal.

De acordo com o desembargador, cada uma das empresas envolvidas irão indicar os processos que podem ser levados às audiências de conciliação. “Aqueles em que há mais possibilidade de se resolver por uma solução de consenso”, explicou o desembargador.

“Na Seção de Direito Privado temos em torno de 327 mil processos esperando para julgamento. Para este ano, esperamos fazer acordos em 12 mil processos”, disse.

O tribunal espera que, do total de processos que serão levados às audiências com o projeto TJ Conciliando SP, 40% terminem em acordo entre as partes. Normalmente, o índice de conciliação gira em torno de 25%. (Elaine Patricia Cruz, da Agência Brasil)



Últimas

2021/04/19 » O que é Ibovespa
2021/04/19 » Setor energético terá investimentos de R$ 3 tri até 2030, diz ministro
2021/04/19 » Banco Central altera norma para segunda fase do open banking
2021/04/16 » Serviços registram crescimento de 3,7% em fevereiro, diz IBGE
2021/04/16 » LDO de 2022 destravará gastos com obras em caso de atraso no Orçamento
2021/04/16 » Projeto da LDO prevê crescimento de 2,5% para o próximo ano
2021/04/16 » Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 em 2022, sem aumento real
2021/04/16 » Petrobras aumenta preços do diesel e da gasolina nas refinarias
2021/04/16 » IGP-10 acumula inflação de 31,74% em 12 meses, diz FGV
2021/04/15 » Abertura de empresas bate recorde em 2020, diz Serasa
2021/04/15 » Indicador Antecedente tem queda de 2,2% em março, revela FGV
2021/04/15 » Vendas nos supermercados têm alta de 5,18% em fevereiro
2021/04/15 » Economia abre consulta pública para debater nova Lei de Licitações
2021/04/15 » Impacto da pandemia é maior para trabalhadores jovens, diz Ipea
2021/04/15 » Confiança do empresário cai pelo quarto mês seguido, diz CNI
2021/04/14 » Mais de 620 mil micro e pequenas empresas foram abertas em 2020
2021/04/14 » Inflação acelera para todas as faixas de renda em março, diz Ipea
2021/04/14 » Taxa de empréstimo pessoal tem pequena alta em abril, aponta Procon-SP
2021/04/14 » Comércio varejista cresce 0,6% em fevereiro, diz IBGE
2021/04/13 » Calendário de restituições não muda com novo prazo do Imposto de Renda

Ver mais »