Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Ministro Cezar Peluso apresenta PEC para dar rapidez às ações judiciais 22/03/2011

A proposta de emenda constitucional (PEC) para dar celeridade às ações judiciais foi apresentada hoje (21) pela primeira vez em debate público, promovido pela Escola de Direito do Rio de Janeiro da Fundação Getulio Vargas (FGV), pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Cezar Peluso.

A proposta prevê que os processos sejam finalizados e executados após a decisão judicial em segunda instância, sem necessitar das quatro instâncias existentes hoje. A PEC é uma contribuição pessoal do presidente do Supremo para o terceiro Pacto Republicano. Peluso considera a proposta boa para sociedade brasileira. Mas, advertiu que “a sociedade é que julga”.

Pela PEC, a execução será definitiva, “depois do julgamento de segundo grau”, segundo Peluso. A expectativa dele é encaminhar a proposta ao Congresso Nacional ainda no primeiro semestre. “A idéia é que essa PEC constitua o esqueleto do pacto”.

Na avaliação do vice-presidente da República, Michel Temer, a proposta é “revolucionária e muito útil para o sistema processual brasileiro”. Destacou, contudo, a necessidade de se estabelecer algumas regras. Citou, por exemplo, o caso da decisão que transita em julgado e quem quiser irá recorrer, desde que esteja convencido de que terá sucesso.

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, considerou “polêmica” a proposta, mas que poderia, após debate e aprofundamento, integrar o Pacto Republicano. “Estamos desenvolvendo os temas, trabalhando no temário, porque nós precisamos desenvolver aquilo que, objetivamente, seja um consenso entre os participantes”.

Cardozo disse ter comentado sobre a PEC com a presidenta Dilma Rousseff. “Ela, obviamente, pediu um estudo a respeito. Mas, sem sombra de dúvida, uma proposta como essa, de quem vem, merece toda a consideração e todo o apreço, independentemente da carga polêmica que, claro, o mundo do direito vai trazer para a sua consideração”.

Até o início da próxima semana, será realizada uma reunião entre representantes dos Três Poderes para propor ao ministro Peluso um cronograma de ação. (Alana Gandra, da Agência Brasil)



Últimas

2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre
2020/10/21 » Decreto inclui Linha 2 do metrô de BH em programa de privatizações
2020/10/21 » Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
2020/10/21 » Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em 12 meses
2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens
2020/10/19 » Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo
2020/10/19 » Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
2020/10/16 » Indicador antecedente da economia brasileira cresce 1,2% em setembro
2020/10/16 » Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central
2020/10/16 » Rebanho bovino cresce em 2019, influenciado pelo cenário externo
2020/10/15 » Produção de motocicletas aumenta 13,1% em setembro

Ver mais »