Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Aiea manda esvaziar povoado no Japão e brasileiro recebe a missão de organizar debate sobre acidentes nucleares 30/03/2011

A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) recomendou hoje (30) a retirada de todos os moradores do povoado de Iitate, localizado a 40 quilômetros da Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do Japão. O risco de contaminação gerado a partir dos acidentes nucleares no país motivou uma reunião extraordinária marcada para junho, em Viena. O embaixador brasileiro Antonio Guerreiro foi convocado para organizar o evento.

Desde o último dia 11, quando houve o terremoto, foram registradas explosões e vazamentos na usina. A decisão de retirar os moradores foi tomada porque especialistas identificaram elevados níveis de radioatividade na região. As informações são da Aiea e da Organização das Nações Unidas.

O diretor do Departamento de Segurança Nuclear da Aiea, Denis Flory, afirmou hoje que exames feitos na região de Iitate mostram que há excesso nos níveis de radioatividade em torno da área. Segundo ele, o governo japonês estuda novas recomendações à população.

Até agora, a orientação das autoridades do Japão era para que as pessoas evitassem a aproximação a 20 quilômetros da usina. Para Flory, o ideal será adotar a ordem de esvaziamento da área em um raio de 30 quilômetros.

Segundo ele, os peritos identificaram que os níveis de radioatividade no povoado equivalem ao dobro do que é considerado não prejudicial à saúde. Porém, ele ressaltou que as autoridades japonesas devem fazer suas próprias análises pois existem variáveis que interferem nas medições.

No período de 20 a 24 de junho, a Aiea vai promover uma conferência sobre segurança nuclear. A iniciativa foi gerada pelos acidentes nucleares do Japão. O diretor-geral da agência, Yukiya Amano, disse ter nomeado o embaixador brasileiro Antonio Guerreiro para consultar os integrantes da Aiea sobre as discussões em junho.

Inicialmente, serão analisados os acidentes em Fukushima Daiichi e feita análise das normas de segurança na usina. Também deverá ser apresentada uma proposta para revisão do sistema de emergência adotado pelos japoneses. Amano disse que o assunto não é apenas técnico, mas também político. (Renata Giraldi, da Agência Brasil)



Últimas

2021/05/06 » Entidades do setor produtivo criticam aumento de juros
2021/05/06 » Alta da Selic terá pequeno impacto sobre juros finais, diz Anefac
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/06 » Produção industrial cai 2,4% de fevereiro para março
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/05 » Dia das mães: data é a mais importante para o setor de flores
2021/05/05 » Relator da reforma tributária propõe fundir cinco tributos no IBS
2021/05/05 » Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
2021/05/05 » Medida restabelece regras flexíveis para compras e contratos públicos
2021/05/05 » Famílias com dívidas em atraso crescem para 67,3% em abril
2021/05/05 » MP reinstitui dispensa de licitação para compras relacionadas à covid
2021/05/05 » Reforma tributária tem de "atacar" programas de isenção, afirma Guedes
2021/05/05 » Inflação na saída das fábricas fica em 4,78% em março, diz IBGE
2021/05/04 » Balança comercial tem melhor saldo da história para meses de abril
2021/05/04 » Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional
2021/05/04 » Brasil não renovará pacto de transporte naval com Argentina e Uruguai
2021/05/04 » Mercado financeiro espera que Selic suba para 3,5% ao ano nesta semana
2021/05/03 » Maior leilão da história trará o 5G ao Brasil
2021/05/03 » Trabalho em home office tende a continuar após fim da pandemia
2021/05/03 » Banco Central nega falha de segurança no Pix e adverte contra golpes

Ver mais »