Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Boletim Focus prevê aumento no saldo comercial e menor déficit externo 11/04/2011

As expectativas para o saldo da balança comercial (exportações menos importações) continuam em alta. Pela quinta semana seguida, os analistas do mercado financeiro estimam saldo crescente, como mostra o boletim Focus divulgado hoje (11) pelo Banco Central (BC). A projeção da semana passada, que era de US$ 16,1 bilhões, aumentou para US$ 17,01 bilhões.

Isso favorece o balanço de conta-corrente externa, que envolve todas as transações comerciais e financeiras, e é deficitário para o Brasil. Há quatro semanas, o boletim Focus projetava déficit de US$ 65 bilhões este ano. O cálculo diminui há sete semanas, à medida que melhoram as perspectivas para o saldo comercial, e hoje a estimativa do déficit de conta-corrente aponta para US$ 62,2 bilhões, devendo subir para US$ 68,9 bilhões em 2012.

A pesquisa do BC também indica melhora na relação entre a dívida líquida do setor público e o Produto Interno Bruto (PIB), soma das riquezas produzidas no país. A expectativa média dos analistas financeiros passou de 39,50% para 39,40% no final deste ano, devendo ceder para 38% em 2012. Quanto menor a relação, maior a saúde financeira do país.

O boletim Focus não mexeu na expectativa de crescimento do PIB este ano, que é de 4%, mas reduziu de 4,30% para 4,24% a projeção para o ano que vem. Os dados da pesquisa mostram, porém, que haverá pequena redução do crescimento da produção industrial este ano, de 4,08% para 4,05%, e ligeira elevação em 2012, de 4,65% para 4,68%.

A pesquisa melhorou de US$ 44 bilhões para US$ 45 bilhões a perspectiva de entrada de investimento estrangeiro direto (IED) no setor produtivo este ano, e elevou de US$ 43,85 bilhões para US$ 44,85 bilhões a projeção para 2012. Em contrapartida, baixou a expectativa de cotação do dólar norte-americano, de R$ 1,70 para R$ 1,68 no final deste ano, e de R$ 1,75 para R$ 1,72 no final do ano que vem.

Essas projeções consideram mais uma correção na taxa básica de juros (Selic), que está em 11,75% ao ano, e deve ser elevada para 12,25% na reunião que o Comitê de Política Monetária (Copom) realizará na próxima semana, segundo o boletim Focus. De acordo com os analistas financeiros, a taxa de juros permanecerá nesse patamar, com possibilidade de diminuir para 11,50% no decorrer de 2012. (Stênio Ribeiro, da Agência Brasil)



Últimas

2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central
2021/01/19 » Atividade industrial desacelera em novembro de 2020
2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020

Ver mais »