Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Programa vai conscientizar trabalhador rural sobre segurança e postura física no trabalho 11/05/2011

Um programa para conscientizar os trabalhadores rurais sobre a postura correta no trabalho e o uso dos equipamentos de segurança, como botas e luvas, foi lançado hoje (10) pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA) e pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

O secretário executivo do Senar, Daniel Carrara, disse que trabalhadores rurais de sete estados já receberam as orientações por meio de um projeto piloto. “Fizemos materiais didáticos voltados para aplicação das questões de postura nas atividades do campo. Divulgamos isso para o produtor rural. Além disso, instrutores foram até as propriedades e deram todas as orientações educativas”, disse.

 

Agora, o programa será estendido aos demais estados e as orientações serão direcionadas para dez atividades mais demandadas no campo como a colheita, o plantio, o carregamento de carga entre outras.

 

De acordo com a presidenta da CNA, senadora Katia Abreu, a confederação está desenvolvendo todos os anos programas para melhorar a vida dos trabalhadores do campo. “Estamos implementado a cada ano um programa novo para trazer bem estar aos nossos trabalhadores”.

 

Durante o evento, ela comentou ainda sobre a conclusão de um relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos que trata de trabalho escravo. Katia Abreu destacou alguns pontos do relatório, como a necessidade de o Brasil ter uma legislação mais clara sobre o que caracteriza o trabalho escravo.

 

Segundo a presidente da CNA, o documento diz que a lei brasileira sobre trabalho escravo é inadequada para criminalizar essa prática. “Jornada exaustiva e trabalho degradante [duas das ações que caracterizam o trabalho escravo] não tem definição na lei. Não estamos pedindo a exclusão desses pontos, mas precisamos que a lei pontue e escreva o que significa degradante e exaustivo”, afirmou. (Roberta Lopes, da Agência Brasil)



Últimas

2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens
2020/10/19 » Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo
2020/10/19 » Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
2020/10/16 » Indicador antecedente da economia brasileira cresce 1,2% em setembro
2020/10/16 » Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central
2020/10/16 » Rebanho bovino cresce em 2019, influenciado pelo cenário externo
2020/10/15 » Produção de motocicletas aumenta 13,1% em setembro
2020/10/15 » Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios
2020/10/15 » Programa de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado
2020/10/14 » Guedes defende reformas e rigor fiscal pós-pandemia a comitê do FMI
2020/10/14 » Caixa amplia margem do empréstimo consignado para 35%
2020/10/14 » Mercado eleva projeções para inflação e vê câmbio desvalorizado
2020/10/13 » FMI: mudança climática é ameaça significativa ao crescimento global
2020/10/13 » ONU pede que bancos deixem de financiar projetos de combustível fóssil
2020/10/13 » Custo da construção civil sobe 1,44% em setembro
2020/10/13 » Inflação oficial sobe para 0,64% em setembro
2020/10/09 » Conab prevê produção recorde de grãos na safra 2020/2021

Ver mais »