Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Desvalorização do real está de acordo com o que o governo considera adequado, diz Arno 14/09/2011

A desvalorização do real ante o dólar ocorrida nos últimos dias está “em linha com o que o governo considera adequado”, informou hoje (14) o secretário do Tesouro Nacional, Arno Augustin. O real sobrevalorizado é um problema para o país, porque encarece as exportações brasileiras, entre outras consequências.

“Esse movimento que temos hoje de desvalorização do real está em linha com que a gente considera adequado. O governo sempre se preocupou com o excesso de valorização do câmbio”, disse o secretário do Tesouro depois de participar de reunião da Comissão de Finanças e Tributação da Câmara dos Deputados, em que falou sobre a execução orçamentária da União.

 

Arno Augustin disse ainda que, mesmo com as recentes valorizações do dólar, a crise internacional continua a ser uma preocupação muito grande do governo brasileiro, que vem monitorando com atenção a situação externa, principalmente da Europa. “Não devemos nunca subestimar os efeitos disso, mas até o momento a nossa opinião é que o Brasil, com os fundamentos que tem, com as condições que tem, vai continuar a ter uma reação positiva e sem maiores traumas nesta crise internacional.”

 

Sobre a ajuda do Brics (grupo formado pelo Brasil, pela Rússia, pela Índia, pela China e pela África do Sul) aos países da Europa, o secretário não quis antecipar como será a contribuição do Brasil, tampouco se o Fundo Soberano [economia do governo para momentos de crise] poderá ser utilizado para adquirir títulos europeus. Ele lembrou que o assunto será discutido entre os integrantes do Brics na próxima semana em Washington, nos Estados Unidos.

 

Arno antecipou que o resultado de agosto do Governo Central (Previdência Social, Tesouro Nacional e Banco Central), a ser divulgado na próxima semana, não será tão elevado como no mês de julho. “O superávit é diferente a cada mês. Vamos ter resultado positivo, mas o mês [agosto] tradicionalmente não é forte”. Em julho, o Governo Central registrou superávit primário de R$ 11,184 bilhões.

 

O secretário anunciou que o Tesouro Nacional avalia a possibilidade de fazer novas emissões de títulos públicos federais no mercado internacional, mesmo com a crise global. De acordo com ele, “os extraordinários fundamentos do Brasil colocam as emissões como uma possibilidade”.

 

“Nós sempre analisamos a emissão dentro das condições do mercado. [As emissões] poderão tanto ser em real, quanto em dólar. Claro que o cenário está bastante volátil, mas os fundamentos do Brasil estão muito bons. É possível que a gente tenha condição de fazer as emissões”, disse. As operações de lançamentos de títulos servem, entre outros objetivos, tanto para captar recursos, quanto para avaliar a receptividade dos papéis do governo e das empresas no mercado financeiro, criando parâmetros para novas emissões. (da Agência Brasil, Daniel Lima)



Últimas

2019/12/13 » Estados Unidos e China concluem Fase 1 de acordo comercial
2019/12/13 » Grandes municípios perdem participação no PIB ano a ano, mostra IBGE
2019/12/13 » FGTS poderá distribuir mais que 50% dos lucros, informa governo
2019/12/12 » Receita faz nova operação de malha fina em empresas
2019/12/12 » Saúde amplia público para vacinas contra febre amarela e gripe
2019/12/12 » Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
2019/12/11 » Acesso digital a serviços públicos gera economia de R$ 1,7 bi por ano
2019/12/11 » Comércio varejista registra a sexta alta consecutiva em outubro
2019/12/10 » Inflação para família de baixa renda tem alta de 0,54% em novembro
2019/12/10 » Safra de 2020 deve bater recorde e chegar a 240,9 milhões de toneladas
2019/12/10 » Mais 2 milhões de pessoas passam a ter esgoto e água potável em casa
2019/12/09 » Novas tecnologias digitais aumentam produtividade de empresas
2019/12/09 » Estimativa para inflação sobe para 3,84% este ano
2019/12/09 » Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis
2019/12/09 » Brasil mantém posição no Índice de Desenvolvimento Humano em 2019
2019/12/04 » Produção industrial cresce 0,8% em outubro
2019/12/03 » Faturamento da indústria sobe 1,3% em outubro, diz CNI
2019/12/03 » Venda de veículos novos cresce 4,38% em novembro frente a 2018
2019/12/03 » Com nova revisão da balança comercial, exportações sobem US$ 6,4 bi
2019/12/03 » Balança comercial fecha novembro com menor superávit desde 2015

Ver mais »