Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Empresários da América Latina lançam movimento pela educação 16/09/2011

Entidades e organizações da sociedade civil de 11 países que trabalham em defesa da melhoria da qualidade da educação lançam hoje (16) uma rede e movimento pela educação na América Latina. O grupo quer incentivar a troca de experiência entre organizações latinoamericanas que foram criadas para cobrar ações de seus governos para melhorar a oferta de ensino.

A maioria das entidades é formada por empresários desses países. No Brasil, o representante é o movimento Todos pela Educação que, durante esta semana, promoveu um congresso internacional para discutir temas como formação de professores, avaliação educacional e ampliação da jornada escolar. Amanhã (17), os líderes dos movimentos dos diferentes países vão debater os principais desafios para a melhoria da educação na região e experiências de mobilização pelo tema.

“Temos em comum o fato de sermos movimentos plurais que reúnem educadores, gestores públicos, empresários. Na América Latina nós vivemos uma oportunidade única para garantir uma educação de qualidade”, defende a diretora executiva do Todos pela Educação, Priscila Cruz. Apesar de as realidades dos sistemas de ensino dos países latinoamericano serem diferentes, um dos objetivos da formação da rede é a troca de experiências. Mas, segundo Priscila, a pretensão não é ser apenas um espaço de discussão, mas de ações conjuntas que serão traçadas a partir do lançamento oficial.

O projeto é apoiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Participarão da iniciativa a Associação Empresários pela Educação, do Peru; o movimento Educa, da República Dominicana; o Eduquemos, da Nicarágua; Empresário pela Educação, da Guatemala; a Fundação Educação 2020, do Chile; Fundação Empresarial para o Desenvolvimento Educativo, de El Salvador; Fundação Empresários pela Educação, da Colômbia; Fundação Educativa Ricardo Ernesto Maduro Andreu, de Honduras; o Grupo Faro, do Equador; Mexicanos Primeiro, do México; Projeto EducAR 2050, da Argentina, e Unidos pela Educação, do Panamá. (da Agência Brasil, Amanda Cieglinski)



Últimas

2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

Ver mais »