Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Cesta com produtos mais consumidos no mercado tem alta de 2% em agosto, aponta Abras 28/09/2011

A cesta de 35 produtos de largo consumo analisada a pedido da Associação Brasileira de Supermercados (Abras) apresentou alta de 2,14% em agosto na comparação com o mês anterior. Na comparação com agosto de 2010 o AbrasMercado, índice que mede a variação da cesta, registrou alta de 11,58% ao passar de R$ 270,94 para R$ 302,32.

Os produtos que tiveram maior elevação foram o tomate (7,09%), a carne (traseiro - 6,5%) e o frango congelado (4,5%). Os produtos que sofreram as maiores queda foram a cebola (-11,56%), a batata (-11,04%) e a farinha de mandioca (-3,35%).

Segundo o Índice Nacional de Vendas, balanço mensal divulgado pela Abras, as vendas no setor de supermercados cresceram 3,91% em agosto de 2011, na comparação com o mesmo mês de 2010. Em relação a julho deste ano, houve queda de 2,20%. De janeiro a agosto, as vendas no setor registraram alta de 4,27% em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o superintendente da Abras, Tiaraju Pires, a alta do AbrasMercado não está relacionada à inflação porque os reajustes maiores dos preços dos alimentos foram observados principalmente no ano passado. “Em 2011, a inflação dos alimentos da cesta do AbrasMercado está negativa. Existe uma certa movimentação, mas é pontual mesmo com relação aos produtos, quanto a períodos. São alguns movimentos que o próprio mercado corrige”. Segundo ele, o aumento da vendas está ligado ao cenário econômico no qual a massa salarial continua crescendo e o desemprego continua estável.

Pires ressaltou que a alta do dólar pode afetar o nível de importação, elevando os preços que estavam interessantes e acessíveis ao consumidor. “Mas não acredito que o impacto seja tão forte a ponto de prejudicar o abastecimento desses produtos para a venda de final de ano”. Ele disse que pode haver uma migração para produtos similares com preços mais interessantes. (da Agência Brasil, Flávia Albuquerque)



Últimas

2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

Ver mais »