Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Inadimplência das empresas sobe em ritmo menor em agosto, em relação a julho 29/09/2011

A inadimplência das empresas brasileiras subiu 1,9% no mês de agosto em relação a julho, segundo dados da empresa de consultoria Serasa Experian. O crescimento foi inferior ao registrado no mês anterior, quando o índice registrou elevação de 4,5%, em relação a junho. Já no comparativo com agosto de 2010, a inadimplência cresceu 23,5%.

O maior crescimento registrado no mês foi o das dívidas com os bancos, que tiveram alta de 7,5%. As dívidas não bancárias, como com empresas financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços, tiveram uma elevação de 7%. Já os protestos e cheques sem fundos tiveram queda de 1,2% e 6,9% respectivamente.

No acumulado do ano, considerando os meses de janeiro a agosto, o número de empresas que deixaram de honrar seus compromissos teve uma elevação de 14,8% em relação ao mesmo período de 2010.

O valor médio das dívidas também subiu em todas as categorias. A maior elevação foi encontrada nos débitos bancários, que tiveram um valor médio de R$ 5.165,06 no acumulado de janeiro a agosto, com alta de 9,1% em relação a igual período de 2010. Em seguida aparecem os títulos protestados, com média de R$ 1.760,16, ocasionando um crescimento de 7,6% no período. Os cheques sem fundos tiveram um valor médio de R$ 2.065,11, representando um aumento de 1,5% sobre igual acumulado de 2010. O valor médio das dívidas não bancárias foi R$ 739,45, uma elevação de 1,6% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Segundo economistas da Serasa, a inadimplência das empresas reduziu seu ritmo de crescimento em agosto, na comparação com julho, em razão do Dia dos Pais. A forte expansão das vendas para a data gerou as receitas necessárias para honrar alguns financiamentos atrasados. Para eles, ainda que o capital de giro se mantenha caro, muitas empresas começam a ampliar suas encomendas, buscando aumentar seus estoques para o Dia da Criança e o Natal, o que amplia a atividade produtiva e gera liquidez no fluxo de caixa. (da Agência Brasil)



Últimas

2019/09/16 » Brasil eleva em 9,5% comércio com EUA, mas diminui com outros países
2019/09/16 » IGP-10 tem inflação de 0,29% em setembro
2019/09/16 » Mercado financeiro espera por redução da Selic para 5,5% ao ano
2019/09/13 » Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
2019/09/13 » Dispositivos digitais abrem novas possibilidades na saúde
2019/09/13 » Você tem direito a sacar o FGTS? Teste seus conhecimentos
2019/09/13 » Agências da Caixa ampliam horário nesta sexta para saques do FGTS
2019/09/12 » Indicador mostra alta de 2,6% no consumo de bens da indústria em julho
2019/09/12 » Abate de bovinos e suínos cresce no segundo trimestre no país
2019/09/12 » Setor de serviços cresce 0,8% de junho para julho no país, diz IBGE
2019/09/11 » Comércio varejista cresce 1% em julho
2019/09/11 » Código do Consumidor completa 29 anos; teste seus conhecimentos
2019/09/11 » Novas tecnologias digitais auxiliam produção no campo
2019/09/10 » Safra de grãos deve fechar 2019 com crescimento de 5,9% , diz IBGE
2019/09/10 » ANP inicia 1º ciclo da oferta permanente de blocos de petróleo e gás
2019/09/10 » Produção industrial recua em oito dos 15 locais pesquisados em julho
2019/09/10 » Governo aumenta previsão de crescimento da economia para 0,85%
2019/09/09 » Internet das Coisas: saiba como essa tecnologia pode afetar sua vida
2019/09/09 » Governo estuda reestruturação da Embrapa
2019/09/09 » Vendas no varejo em São Paulo têm alta de 5,4% no primeiro semestre

Ver mais »