Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Apesar de modesto, desempenho da indústria surpreende Fiesp 29/09/2011

O diretor adjunto do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Walter Sacca, disse hoje (29) que o desempenho da indústria de transformação paulista em agosto chegou a surpreender, porque as estimativas mostravam a indústria enfraquecida, sem resultados significativos. “Porém, a estimativa para o restante do ano é que vamos ter uma acomodação no crescimento da indústria, que está em 3,5%". Para ele, o setor vai fechar o ano com uma taxa ligeiramente inferior.

Segundo o Indicador de Nível de Atividade (INA), a indústria paulista cresceu 0,8% em agosto, na comparação com o mês anterior, com ajustes sazonais. Na comparação com agosto de 2010, o INA cresceu 3%. No acumulado do ano, houve elevação de 2,6% e, em 12 meses, de 3,1%. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci), com ajuste sazonal em agosto, ficou em 82,6 pontos, o mesmo nível de julho.

Entre os setores, os destaques foram para celulose, papel e produtos de papel que registrou queda de 0,9%. Na comparação com agosto do ano passado, a queda foi 5,9%. No acumulado do ano, -2,1% e, no acumulado dos 12 meses, -0,8%.

Minerais não metálicos registraram alta de 1,5% com ajuste sazonal. Na comparação com agosto de 2010, a elevação foi 6,4%. De janeiro a agosto, o setor cresceu 3,6% e, no acumulado de 12 meses, 3,8%. O setor de metalurgia básica cresceu 1,2% com ajuste sazonal, mas acumula queda de 0,9% no ano e de 1,5% no período de 12 meses terminado em agosto.

Sacca disse que a indústria fica receosa com os reflexos do agravamento da crise econômica mundial. “Temos esperança de que passaremos incólumes, e estamos convictos de que os efeitos do que fatalmente está para acontecer aqui serão menores do que na Europa e Estados Unidos”.

O Sensor, pesquisa da Fiesp que avalia as expectativas da indústria, indicou para setembro o valor de 48,9, número aproximado ao de agosto (48,5). Segundo Sacca, índices abaixo de 50 indicam expectativa negativa. “Como o Sensor estava abaixo de 50 no mês passado, [o resultado deste mês] indica estabilidade. Entretanto, nos meses anteriores, o Sensor ficou sempre acima de 50”. O mercado ficou em 54,5, as vendas em 49,4, o estoque em 38,1, o emprego em 47 e os investimentos em 52,4. (da Agência Brasil, Flávia Albuquerque)



Últimas

2020/08/07 » MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
2020/08/07 » Cursos de qualificação profissional têm alta demanda na pandemia
2020/08/07 » Senai ensina indústrias a produzirem EPI contra novo coronavírus
2020/08/06 » Bolsonaro sanciona lei de negociação de dívidas das micro empresas
2020/08/06 » Baixa inflação permitiu corte nos juros, avaliam entidades
2020/08/06 » Copom reduz juros básicos da economia para 2% ao ano
2020/08/05 » Dezenas de empresas aderem à Semana Brasil 2020
2020/08/05 » Semana Brasil terá edição 2020 e deve ajudar na retomada da economia
2020/08/05 » Governo de Osaka planeja estudar eficácia de gargarejo no combate ao coronavírus
2020/08/04 » BNDES seleciona fundos de crédito não bancário para pequenas empresas
2020/08/04 » Balança comercial tem superávit recorde de US$ 8,06 bilhões em julho
2020/08/04 » Governo economiza R$ 466 milhões com a máquina pública na pandemia
2020/08/03 » Japonesa Seven & i Holdings pagará US$ 21 bilhões pela rede americana Speedway
2020/08/03 » Fábricas de veículos no Japão retornam gradualmente à produção normal
2020/08/03 » Covid-19: OMS prevê que pandemia durará muito tempo
2020/08/03 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante a pandemia
2020/07/31 » Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa
2020/07/31 » Ministro da Infraestrutura diz que Brasil vive revolução ferroviária
2020/07/31 » Petrobras reduz em 4% preço da gasolina nas refinarias nesta sexta
2020/07/30 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante a pandemia

Ver mais »