Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Fazenda admite reduzir projeção de crescimento da economia para 2011 11/10/2011

Brasília – O Ministério da Fazenda estuda a possibilidade de rever a projeção de crescimento da economia este ano. De acordo com o secretário executivo da pasta, Nelson Barbosa, depois de o Banco Central reduzir para 3,5% a sua estimativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) em 2011, a projeção de crescimento poderá ser revista para algo entre 3,5% e 4%.

“Nossa projeção [de crescimento da economia] consta do Orçamento que mandamos este ano e está em 4,5%. O Banco Central recentemente soltou uma projeção de 3,5%. Nossa projeção agora está sendo reavaliada. Está hoje em torno de 4%, mas acredito que o crescimento [da economia brasileira em 2011] está entre 3,5% e 4%”, disse o secretário, que ocupa interinamente o cargo de ministro da Fazenda, enquanto Guido Mantega participa da reunião do G20, na Europa.

Barbosa garantiu que, apesar das revisões previstas para a projeção de crescimento da economia em 2011, ainda não é o momento de reavaliar a estimativa para 2012.

“Para o ano que vem, a gente mantém a projeção de 5%, que é o que está no Orçamento. Vamos reavaliar essa projeção, mas no momento correto, dentro da tramitação do Orçamento no Congresso Nacional. Esse crescimento que apresentamos é uma estimativa inicial e, até a promulgação do Orçamento, essa estimativa será revisada junto com a assessoria econômica do Congresso Nacional.”

Barbosa reafirmou a confiança do governo na prorrogação da Desvinculação de Receitas da União (DRU) pelo Congresso Nacional, nos termos em que foi proposta. “Até porque ela tem viabilizado uma política econômica bem-sucedida, e o momento internacional recomenda que a gente continue com essa flexibilidade, que é utilizada de modo transparente por parte do governo.”

A DRU permite ao governo definir livremente a destinação de 20% do Orçamento. As discussões na Câmara visam a analisar sua prorrogação até o final de 2015. (da Agência Brasil, Pedro Peduzzi)



Últimas

2020/10/28 » Apoio emergencial do BNDES a empresas na pandemia alcança R$ 105 bi
2020/10/28 » Programa para ampliar produtividade das empresas é retomado
2020/10/28 » Confiança da construção cresce 3,7 pontos em outubro, diz FGV
2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre
2020/10/21 » Decreto inclui Linha 2 do metrô de BH em programa de privatizações
2020/10/21 » Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
2020/10/21 » Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em 12 meses
2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo

Ver mais »