Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Fluxo cambial de outubro recupera parte da perda de reservas em setembro 26/10/2011

Brasília – A movimentação de entrada e saída de moedas estrangeiras no país, conhecida como fluxo cambial, registrou saldo de US$ 3,867 bilhões este mês, até a última sexta-feira (21), conforme antecipou ontem (25) o chefe do Departamento Econômico do Banco Central (BC), Túlio Maciel, ao divulgar o Relatório do Setor Externo, relativo a setembro.

Normalmente, o fluxo cambial é divulgado toda quarta-feira, com números da semana anterior. Mas ele antecipou que as contratações de câmbio no comércio externo somaram US$ 1,68 bilhão na semana passada, ante um déficit de US$ 1,22 bilhão na conta financeira, que engloba todas as transferências de renda, juros e dividendos para o exterior, deixando um saldo de US$ 464 milhões na semana.

No acumulado do ano, o BC já registra saldo cambial de US$ 72,165 bilhões, o equivalente a quase o triplo dos US$ 24,354 bilhões contabilizados como entradas líquidas no ano passado. Só o saldo de outubro, faltando seis dias úteis para serem computados no mês, já supera a queda de US$ 3,619 bilhões nas reservas cambiais, no mês passado, por causa da valorização da moeda norte-americana em 18%.

O relatório do BC mostra ainda que as reservas internacionais de setembro foram estimadas em US$ 349,708 bilhões, com diminuição de 1,04% comparado aos US$ 353,397 bilhões do mês anterior. Mas, de acordo com o fechamento de ontem (24), disponibilizado no endereço eletrônico do BC na internet, a recomposição das reservas elevou o estoque para US$ 351,540 bilhões. Houve, pois, uma incorporação de US$ 1,832 bilhão da movimentação cambial no mês.

De acordo com o relatório, as reservas tiveram desvalorização de US$ 4,4 bilhões em setembro, por causa de operações externas vinculadas a variações de preços e de paridade das moedas. Perda compensada em parte pela compra líquida de US$ 327 milhões, pelo BC, no mercado doméstico de câmbio à vista, e pela própria valorização das reservas, no valor de US$ 366 milhões.

O Relatório do Setor Externo mostra, ainda, que a posição estimada para a dívida externa totalizou US$ 297,615 bilhões no mês passado, com redução de US$ 6,615 bilhões em relação à dívida estimada em agosto. A dívida de longo prazo aumentou US$ 13,3 bilhões e soma US$ 250,3 bilhões, ao passo que a dívida de curto prazo (com vencimento até 12 meses) teve retração de US$ 7,3 bilhões e totaliza US$ 47,3 bilhões. (da Agência Brasil, Stênio Ribeiro)



Últimas

2020/09/25 » Projeto do Senai vai qualificar trabalhadores para a indústria 4.0
2020/09/25 » Primeiro leilão de imóveis públicos do Rio será em outubro
2020/09/25 » CMN amplia limite de renda para microcrédito a empresas
2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses

Ver mais »