Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Coutinho defende crescimento da poupança privada para financiar projetos de infraestrutura 28/10/2011

São Paulo – O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, defendeu ontem (27) que o Brasil deve ter como meta o crescimento da poupança privada em moeda nacional para financiar projetos em infraestrutura e, assim, ficar menos dependente de capital estrangeiro ou da disponibilidade de um banco de fomento como o BNDES.

“Se o mercado interno não se desenvolve ou bem vai depender do mercado externo ou bem teria que agigantar o BNDES. Como nenhuma das duas [possibilidades] é [algo] desejável, precisamos desenvolver o mercado em reais”, disse, depois do 2º Seminário sobre Financiamento de Longo Prazo, promovido em conjunto pelo BNDES e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Segundo Coutinho, no caso do financiamento externo, existem riscos de impacto sobre o balanço das empresas já que elas fazem a captação dos recursos em moeda estrangeira, mas têm o faturamento em real, o que “provoca um descasamento”. Para ele, ao passar por um momento de crescimento sustentado da economia, com grandes chances de continuar evoluindo, o país tem de buscar a ampliação de fontes de crédito por meio de emissões de debêntures e de outros papéis no mercado financeiro. “A poupança está estacionada em papéis públicos e o desejável é que fosse em direção aos papéis privados”, defendeu.

O presidente do BNDES prevê que, no curto e médio prazo, o Comitê de Política Monetária (Copom) ainda terá de manter a taxa básica de juros, a Selic, em taxas mais elevadas como mecanismo de controle inflacionário, mas, na sua opinião, a longo prazo, os índices tendem a cair.

Em palestra no seminário, ele estimou que os investimentos brasileiros em infraestrutura deverão crescer entre 8% a 10%, incluindo melhorias em aeroportos, portos e ferrovias. Coutinho também destacou que o país deveria avançar mais em investimentos relacionados ao Plano Nacional de Banda Larga. “Isso não tem sido percebido por analistas, mas deve ser visto como fator de indução de ganhos de produtividade”, alertou. (da Agência Brasil, Marli Moreira)



Últimas

2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020
2021/01/14 » Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos
2021/01/14 » IBGE: safra de 2021 deve superar recorde de 2020
2021/01/14 » Veja o que pode e o que não pode no Enem 2020
2021/01/13 » BNDES define consórcio que apoiará programa de aceleração de startups
2021/01/13 » Inflação da construção civil atinge 10,16% em 2020
2021/01/13 » Inflação para famílias com menor renda fecha 2020 com alta de 5,45%
2021/01/13 » Inflação oficial fecha 2020 em 4,52%, diz IBGE
2021/01/12 » Ministério pede avanço de reformas para manter fábricas no país
2021/01/12 » Preço da cesta básica aumentou em todas as capitais em 2020
2021/01/12 » Plataforma promove compartilhamento de materiais na economia
2021/01/11 » Como entrar em 2021 com as contas no azul
2021/01/11 » Digitalização de serviços públicos gera economia de R$ 2 bi por ano
2021/01/11 » Banco do Brasil renegocia R$ 40 milhões em dívidas por WhatsApp

Ver mais »