Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Queda da indústria automotiva puxa recuo da produção industrial 01/11/2011

Rio de Janeiro – Com a desaceleração da economia no país, o setor industrial dá sinais de acomodação, que se refletem na queda de 2% da produção industrial brasileira de agosto para setembro, como indica o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Divulgada hoje (1º), a Pesquisa Industrial Mensal aponta a queda de 11% na produção de veículos automotores como a principal responsável pelo recuo do setor. É a maior queda desde dezembro de 2008 (38,8%), quando o país sentiu os primeiros efeitos da crise financeira no mercado doméstico.

Segundo o gerente da pesquisa, André Macedo, por causa dos estoque elevados, as montadoras concederam férias coletivas aos funcionários, o que impactou também na produção de caminhões — no ramo de bens de capital, que constituem ativos (investimentos) das empresas.

Macedo acrescentou ainda que o aumento de estoques também foi percebido em outras áreas, contribuindo para o recuo acentuado do setor no mês. Reflete uma demanda menor do mercado interno e a substituição de produtos nacionais por importados, desde calçados a eletrônicos.

"Essa formação de estoques indesejados também explica muito o comportamento moderado que o setor industrial vinha mostrando nos últimos meses e acentua o ritmo de queda em setembro", reforçou o gerente da Pesquisa Industrial Mensal.

Na pesquisa, o IBGE indica que a produção da indústria está em diminuição desde outubro de 2010. Depois de uma alta de 1,3% nos primeiros três meses do ano, caiu 0,6% no segundo trimestre de 2011 e mais 0,8% entre julho e setembro, no terceiro trimestre.

Em setembro, 16 dos 27 ramos pesquisados diminuíram a produção. Além dos veículos, o IBGE destaca a queda de 13,6% na produção de materiais eletrônicos, aparelhos e equipamentos de comunicação, de 4,1% em máquinas e equipamentos e de 6% em máquinas, aparelhos e materiais elétricos. (da Agência Brasil, Isabela Vieira)



Últimas

2020/08/07 » MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
2020/08/07 » Cursos de qualificação profissional têm alta demanda na pandemia
2020/08/07 » Senai ensina indústrias a produzirem EPI contra novo coronavírus
2020/08/06 » Bolsonaro sanciona lei de negociação de dívidas das micro empresas
2020/08/06 » Baixa inflação permitiu corte nos juros, avaliam entidades
2020/08/06 » Copom reduz juros básicos da economia para 2% ao ano
2020/08/05 » Dezenas de empresas aderem à Semana Brasil 2020
2020/08/05 » Semana Brasil terá edição 2020 e deve ajudar na retomada da economia
2020/08/05 » Governo de Osaka planeja estudar eficácia de gargarejo no combate ao coronavírus
2020/08/04 » BNDES seleciona fundos de crédito não bancário para pequenas empresas
2020/08/04 » Balança comercial tem superávit recorde de US$ 8,06 bilhões em julho
2020/08/04 » Governo economiza R$ 466 milhões com a máquina pública na pandemia
2020/08/03 » Japonesa Seven & i Holdings pagará US$ 21 bilhões pela rede americana Speedway
2020/08/03 » Fábricas de veículos no Japão retornam gradualmente à produção normal
2020/08/03 » Covid-19: OMS prevê que pandemia durará muito tempo
2020/08/03 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante a pandemia
2020/07/31 » Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa
2020/07/31 » Ministro da Infraestrutura diz que Brasil vive revolução ferroviária
2020/07/31 » Petrobras reduz em 4% preço da gasolina nas refinarias nesta sexta
2020/07/30 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante a pandemia

Ver mais »