Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Greve no Porto de Itajaí já causou prejuízos de R$ 5 milhões, diz superintendente 01/11/2011

Curitiba - A paralisação das operações no Porto de Itajaí, em Santa Catarina, devido à greve dos conferentes de carga, que completa cinco dias hoje (1º), já acarreta um prejuízo estimado em R$ 5 milhões à cadeia logística portuária do município, informou à Agência Brasil, o superintendente do terminal, Antonio Ayres dos Santos Júnior.

 

“Desde sexta-feira, sete navios deixaram de atracar, deixando de operar uma média de 3,5 mil contêineres. Isso é prejuízo para o despachante, o transportador, enfim, é um dinheiro que deixa de circular na economia local já que esses navios foram para outros portos.”

 

O complexo de Itajaí é o maior porto da Região Sul em termos de movimentação de contêineres e o segundo do Brasil. Os 54 conferentes de carga que trabalham no local reivindicam reajuste salarial de 7% para repor perdas com a inflação e vínculo empregatício com a APM Terminals, empresa arrendatária do Porto de Itajaí.

 

“No início pedimos 15% de reajuste, agora já concordamos com menos da metade, só para repor a inflação”, disse o presidente do Sindicato dos Conferentes do Porto de Itajaí, Laerte Miranda Filho, a APM quer contratar 24 trabalhadores pela CLT, deixando 30 desempregados, o sindicato não vai aceitar essa medida.

 

O superintendente do porto disse que foram feitas inúmeras tentativas de acordo, sem sucesso. “Como autoridade portuária não vamos nos furtar de exercer nossa missão, exigindo que ambas as partes cumpram rigorosamente as determinações legais”. O apelo, segundo ele, é para que se chegue logo a um acordo. Antonio Ayres dos Santos Júnior lembrou que a primeira proposta feita aos trabalhadores foi contratar 12 deles e fazer um rodízio com os demais. “A cada navio que atraca, a operadora busca o número de trabalhadores necessários para aquele serviço”, explicou.

 

De acordo com o superintendente, está marcada para a tarde de hoje uma reunião entre todas as partes envolvidas e o Ministério Público do Trabalho. “Os conferentes querem que a situação permaneça como está, mas com aumento de salários, e daqui a seis meses se discuta a contratação por vínculos, mas queremos que esse impasse seja resolvido bem antes, as regras já existem, inclusive para outras categorias que atuam no porto, é só chegar a um consenso”, destacou. (da Agência Brasil, Lúcia Nórcio)



Últimas

2021/01/26 » Micro e pequenas empresas têm até sexta-feira para aderir ao Simples
2021/01/26 » Queda na arrecadação foi “resultado excelente”, diz Guedes
2021/01/26 » Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
2021/01/25 » Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
2021/01/25 » Cepal: exportações da América Latina e do Caribe caíram 13% em 2020
2021/01/25 » Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC
2021/01/20 » Confiança do empresário do comércio cai 2,2% em janeiro, diz CNC
2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central

Ver mais »