Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Ministério do Meio Ambiente promove campanha para reduzir uso de sacolas plásticas 20/12/2011

Brasília – O Ministério do Meio Ambiente lançou ontem (19), na Rodoviária de Brasília, a segunda fase da campanha Saco é um Saco, que tem por objetivo conscientizar a população para a redução do uso de sacolas plásticas.

A diretora do Departamento de Produção e Consumo Sustentável da Secretaria de Políticas Ambientais do MMA, Laura Valente, distribuiu sacolas reutilizáveis. Segundo ela, é preciso mostrar à população alternativas para que as sacolas plásticas não sejam mais utilizadas. "A melhor coisa a se fazer é consumir só aquilo que precisa. Use uma opção retornável em vez de uma que é danosa ao meio ambiente", disse.

Ela defendeu campanhas mais efetivas para que a população se conscientize de evitar o uso de sacolas plásticas. "A conscientização é importante quando aliada com campanhas efetivas no setor de mercados, para que não disponibilize mais sacolas. A gente tem que reverter esse hábito de 50 anos".

A estratégia de lançar a segunda fase da campanha no Natal é para chamar a atenção das pessoas quanto ao uso das sacolas plásticas nas compras de fim de ano. "A escolha da sacola plástica implica problemas para todos, como poluição do solo e mares e a degradação da biodiversidade. Tudo isso é consequência do padrão de consumo que temos e de como tratamos essa questão", disse Laura Valente.

A campanha agradou a estudante de administração Adriana Batista. "Gostei muito da iniciativa das sacolas reutilizáveis. As pessoas precisam se conscientizar sobre preservação do meio ambiente para as próximas gerações". Já a contadora Elza Nascimento defende ações mais eficazes dos órgãos que promovem a campanha. "O governo não faz campanhas suficientes. Elas sempre são deixadas de lado depois de algum tempo. Deveria haver maior cobrança e fiscalização. Mas essa campanha é um bom passo", defendeu.

Uma sacola reutilizável de cinco metros, feita de banners reciclados, foi instalada no dia 15 de dezembro na Rodoviária de Brasília, onde ficará exposta por duas semanas. Foram distribuídos também panfletos informativos sobre ações sustentáveis. Esta segunda fase faz parte da campanha Vamos Tirar o Planeta do Sufoco, iniciada em São Paulo, em parceria com a Associação Brasileira de Supermercados (Abras) e a Associação Paulista de Supermercados (Apas). Em São Paulo, mais de 100 municípios aderiram à campanha. (da Agência Brasil)



Últimas

2019/09/16 » Brasil eleva em 9,5% comércio com EUA, mas diminui com outros países
2019/09/16 » IGP-10 tem inflação de 0,29% em setembro
2019/09/16 » Mercado financeiro espera por redução da Selic para 5,5% ao ano
2019/09/13 » Aprovada, reforma das telecomunicações depende agora de regulamentação
2019/09/13 » Dispositivos digitais abrem novas possibilidades na saúde
2019/09/13 » Você tem direito a sacar o FGTS? Teste seus conhecimentos
2019/09/13 » Agências da Caixa ampliam horário nesta sexta para saques do FGTS
2019/09/12 » Indicador mostra alta de 2,6% no consumo de bens da indústria em julho
2019/09/12 » Abate de bovinos e suínos cresce no segundo trimestre no país
2019/09/12 » Setor de serviços cresce 0,8% de junho para julho no país, diz IBGE
2019/09/11 » Comércio varejista cresce 1% em julho
2019/09/11 » Código do Consumidor completa 29 anos; teste seus conhecimentos
2019/09/11 » Novas tecnologias digitais auxiliam produção no campo
2019/09/10 » Safra de grãos deve fechar 2019 com crescimento de 5,9% , diz IBGE
2019/09/10 » ANP inicia 1º ciclo da oferta permanente de blocos de petróleo e gás
2019/09/10 » Produção industrial recua em oito dos 15 locais pesquisados em julho
2019/09/10 » Governo aumenta previsão de crescimento da economia para 0,85%
2019/09/09 » Internet das Coisas: saiba como essa tecnologia pode afetar sua vida
2019/09/09 » Governo estuda reestruturação da Embrapa
2019/09/09 » Vendas no varejo em São Paulo têm alta de 5,4% no primeiro semestre

Ver mais »