Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Convênios vão capacitar 1,6 mil catadores da capital e do ABC Paulista 23/12/2011

Brasília - Dois convênios que vão beneficiar 1,6 mil catadores de materiais recicláveis do município de São Paulo e do ABC Paulista foram assinados ontem (22) pelo Ministério do Trabalho em São Paulo. O projeto irá contribuir para sensibilizar, mobilizar e organizar os catadores que atuam em lixões e nas ruas das cidades.

 

Um dos acordos firmados com a Cooperativa Central de Catadores e Catadoras de Material Reciclável do Grande ABC (Coopcent ABC) irá atender 800 catadores na região do ABC Paulista e tem como um dos objetivos solucionar os problemas referentes à coleta seletiva.

 

O período para a realização do projeto é estimado em três anos e prevê o cadastramento de 600 catadores que trabalham na rua e que não pertencem a nenhum grupo de trabalho organizado, além da capacitação de 200 catadores – já organizados e incluídos nos programas municipais –, de gestores públicos e de novos catadores. Outro objetivo é ampliar e qualificar a infraestrutura das cooperativas com equipamentos. Serão direcionados R$ 2 milhões para a implementação do projeto.

 

O segundo convênio firmado foi com o Instituto Rede de Base Orgânica Catasampa, que irá atender 800 catadores. O objetivo é organizar catadores individuais de materiais recicláveis em situação de extrema pobreza na região metropolitana de São Paulo e em empreendimentos econômicos solidários, por meio de formação e assessoria técnica.

 

As ações serão desenvolvidas nas regiões sul, leste e central do município de São Paulo, na região metropolitana de São Paulo, no município de Guarulhos, além da microrregião do Alto Tietê, nos municípios de Poá, Biritiba Mirim, Salesópolis, Suzano e Arujá.

 

O projeto prevê a criação de 560 postos de trabalho formal para catadores de materiais recicláveis. O período de execução chega a três anos, com investimentos de R$ 2 milhões.

 

Desde 2003, a Secretaria Nacional de Economia Solidária, do Ministério do Trabalho e Emprego, estabelece prioridades para o fomento às organizações de catadores de materiais recicláveis e atualmente desenvolve a Ação 8.274 de Fomento para a Organização e o Desenvolvimento de Cooperativas Atuantes com Resíduos Sólidos. (da Agência Brasil)



Últimas

2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre
2020/10/21 » Decreto inclui Linha 2 do metrô de BH em programa de privatizações
2020/10/21 » Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
2020/10/21 » Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em 12 meses
2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens
2020/10/19 » Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo
2020/10/19 » Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
2020/10/16 » Indicador antecedente da economia brasileira cresce 1,2% em setembro
2020/10/16 » Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central
2020/10/16 » Rebanho bovino cresce em 2019, influenciado pelo cenário externo
2020/10/15 » Produção de motocicletas aumenta 13,1% em setembro
2020/10/15 » Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios
2020/10/15 » Programa de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado
2020/10/14 » Guedes defende reformas e rigor fiscal pós-pandemia a comitê do FMI

Ver mais »