Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Maioria das metalúrgicas da Grande São Paulo cumpre lei de cotas para deficientes 16/02/2012

São Paulo – A maioria das empresas da região de Osasco com mais de 100 funcionários cumprem o Artigo 93 da Lei 8.213/91, a chamada Lei de Cotas. Pelo dispositivo legal, espresas desse porte são obrigadas a preencher de 2% a 5% das vagas com pessoas com deficiência ou reabilitadas. Segundo pesquisa divulgada ontem (15) pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, que abrange 12 cidades, no ano passado, 77,43% das empresas preencheram as vagas previstas na lei.

De acordo com a pesquisa, 43,96% dos contratados na Lei das Cotas tinham algum tipo de deficiência física e 32,16%, auditiva, seguidos por deficientes visuais (6,41%); intelectuais (3,77%), pessoas com deficiências múltiplas (0,38%) e reabilitados (13,32%).

O vice-presidente do sindicato, Carlos Clemente, disse a sociedade está se dando conta dos benefícios que a inclusão no mercado de trabalho das pessoas com deficiência traz para a economia. “Se essa pessoa está trabalhando, economicamente pode ser consumidor de produtos e serviços. É estratégico para qualquer comunidade ter uma pessoa com deficiência que consiga trabalha e obter recursos com seu próprio salário”.

A gerente de Recursos Humanos da empresa Corneta, Lucelene Dias, explicou que a metalúrgica tem 22 funcionários com algum tipo de deficiência e que política de inclusão começou nos anos 1980, com o então presidente Fritz Berg. Ele se baseou na cultura de contratação de mutilados de guerra que deu certo na Alemanha após a 2ª Guerra Mundial. E o retorno tem sido bom. “Eles são muito dedicados, atenciosos e superam os limites”, disse a gerente.

Na função de auxiliar de inspeção na fábrica, Edson Aparecido do Nascimento, 36 anos, que tem uma deficiência intelectual, está empregado na metalúrgica desde 2004. “[O emprego] mudou muita coisa na minha vida. Meus pais são aposentados e eu posso ajudar em casa. Me sinto muito capacitado. A empresa reconhece a minha capacidade e o que sei fazer”.

Na mesma função e com o mesmo tipo de deficiência, Eder Luiz Soares Maurício, 33 anos, na empresa há sete anos, também disse que o trabalho mudou a vida dele. “Eu ajudo em casa, como meu irmão. Moramos com nossa mãe, que é aposentada. Posso ter minhas coisas e me sinto bem em poder trabalhar, ter meu dinheiro e comprar o que quero”. (da Agência Brasil, Flávia Albuquerque)



Últimas

2021/01/28 » Custo industrial sobe 8,6% no terceiro trimestre de 2020
2021/01/28 » Juros para famílias caem ao menor nível histórico em 2020, diz BC
2021/01/28 » Confiança da indústria recua depois de oito meses em alta, diz FGV
2021/01/28 » Desemprego chega a 14,1% entre setembro e novembro de 2020
2021/01/28 » IGP-M acumula inflação de 25,71% em 12 meses, revela pesquisa da FGV
2021/01/28 » Tereza Cristina: transformação digital deve inserir agronegócio
2021/01/28 » Insuficiência da regra de ouro totaliza R$ 453,7 bilhões
2021/01/28 » Dívida pública pode alcançar até R$ 5,9 trilhões em 2021
2021/01/28 » Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 5,1% em 2020
2021/01/28 » Contas externas têm saldo negativo de US$ 12,5 bi em 2020
2021/01/28 » Governo retira limite para financiar projetos de telecomunicações
2021/01/27 » Pandemia e fim dos auxílios podem reverter retomada econômica
2021/01/27 » Confiança na construção civil recua depois de seis altas, diz FGV
2021/01/27 » Confiança do consumidor cai pelo quarto mês consecutivo
2021/01/27 » Custo da construção sobe 0,93% em janeiro, anuncia a FGV
2021/01/26 » Micro e pequenas empresas têm até sexta-feira para aderir ao Simples
2021/01/26 » Queda na arrecadação foi “resultado excelente”, diz Guedes
2021/01/26 » Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
2021/01/25 » Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
2021/01/25 » Cepal: exportações da América Latina e do Caribe caíram 13% em 2020

Ver mais »