Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Relatório diz que governo japonês considerou hipótese de esvaziar Tóquio devido à contaminação nuclear 28/02/2012

Brasília – Às vésperas de os acidentes nucleares no Japão completarem um ano, um relatório informa que o governo japonês considerou a possibilidade de esvaziar a capital do país, Tóquio. O documento foi elaborado durante inquérito feito por um painel independente. De acordo com os peritos, integrantes do governo temiam que o desastre levasse ao colapso de uma série de usinas nucleares.

No próximo dia 11, faz um ano que houve um terremoto seguido por tsunami, o que levou a uma série de explosões e vazamentos nucleares, na região de Fukushima, no Nordeste do Japão. Em decorrência dos acidentes nucleares, o país mergulhou em uma crise interna: houve troca de autoridades no primeiro escalão, promessas de revisão do programa nuclear e mudanças na legislação.

Na ocasião dos acidentes, o então primeiro-ministro japonês Naoto Kan determinou que os trabalhadores permanecessem na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, danificada pelo tsunami, enquanto minimizava os riscos. A investigação foi feita por um painel formado por 30 professores universitários, advogados e jornalistas. O trabalho durou seis meses e envolveu mais de 300 entrevistas.

O atual primeiro-ministro, Yoshihiko Noda, instruiu hoje (28) os ministros a fim de que orientem os moradores das cidades vizinhas à usina para que retornem às suas casas. Desde o terremoto seguido por tsunami, no ano passado, muitas famílias que tiveram de abandonar suas casas vivem em abrigos provisórios.


De acordo com os dados oficiais, quase um ano depois dos acidentes nucleares, cerca de 160 mil pessoas da região de Fukushima ainda vivem de forma provisória. Na tentativa de retomar a normalidade, Noda quer que os prefeitos das cidades vizinhas à usina se unam e troquem informações em busca de medidas para melhorar a situação. (da Agência Brasil, Renata Giraldi, com informações da emissora estatal de televisão do Japão, NHK, e da BBC Brasil)



Últimas

2020/03/31 » Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social
2020/03/31 » Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais
2020/03/31 » Senado aprova distribuição de merenda escolar aos estudantes sem aulas
2020/03/30 » Senado vota hoje auxílio de R$ 600 para autônomos e informais
2020/03/30 » Coronavírus: BNDES anuncia R$ 2 bilhões de crédito para área da saúde
2020/03/30 » Governo obtém do STF aval para adotar medidas contra o coronavírus
2020/03/27 » Governo anuncia linha de crédito a pequenas e médias empresas
2020/03/27 » Aviões voltam a atender a capitais e outras 19 cidades brasileiras
2020/03/27 » Ministro do STF volta a negar suspensão de MP do contrato de trabalho
2020/03/26 » Japoneses começam a usar a tecnologia 5G
2020/03/26 » Coronavírus derruba ações na Bolsa de Tóquio
2020/03/26 » Japão pode liberar US$ 503 bilhões contra efeitos do coronavírus
2020/03/26 » Japão eleva alerta de viagens para o mundo inteiro
2020/03/25 » Governo define medidas contra covid-19 na assistência social
2020/03/25 » Aneel suspende por 90 dias cortes no fornecimento de energia elétrica
2020/03/25 » EUA pedem que cidadãos norte-americanos deixem o Brasil
2020/03/24 » Covid-19: Brasil tem 46 mortes e mais de 2 mil casos confirmados
2020/03/24 » Empresários pedem a Toffoli segurança jurídica durante pandemia
2020/03/24 » Ministério recomenda adiar vacinação de crianças contra a gripe
2020/03/24 » Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio são adiados

Ver mais »