Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Transplantes de rim aumentam 20% no primeiro bimestre deste ano em São Paulo 08/03/2012

São Paulo – O número de transplantes de rim feitos no estado de São Paulo cresceu 20,3% no primeiro bimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2011. Em janeiro e fevereiro, foram feitas 272 cirurgias de transplante ante 226 nos mesmos meses do ano passado, segundo balanço da Secretaria de Saúde do estado. Os dados referem-se a doações de pessoas com morte cerebral.

De acordo com a pasta, o aumento tem relação direta com o crescimento do número de doadores. No primeiro bimestre deste ano, foram 164 doadores, 22,3% a mais do que em janeiro e fevereiro de 2011. Normalmente, cada doador pode beneficiar até duas pessoas.

“São várias ações que a secretaria vem tomando ao longo dos anos e que resultaram no aumento do número de doadores de 2004 a 2010. Agora, no início de 2012, está se mostrando um aumento ainda maior comparado com os primeiros dois meses”, diz o médico Luiz Augusto Pereira, coordenador da Central de Transplantes do estado.

Entre as ações da secretaria, o médico destaca a descentralização da busca por órgãos e a compra de equipamentos para a averiguação da morte cerebral dos possíveis doadores.

O estado registra taxa de 21,2 doações por milhão de habitantes, cenário similar ao dos Estados Unidos, onde a proporção é de 25. Na Grande São Paulo, a taxa é de 31,8, comparável ao da Espanha, país referência em doação de órgãos.

“No caso do rim, a lista de espera é de 10 mil pacientes. Essa lista de espera nuca vai zerar, mas vamos aumentar um pouco mais o atendimento”, ressalta o coordenador.

Outro crescimento expressivo foi registrado no número de transplantes de pulmão, que passou de três no primeiro bimestre do ano passado para 13 neste ano. Os dados referem-se a doações de pacientes mortos.

De acordo com a secretaria, a recomendação para quem deseja ser doador é deixar a intenção clara aos parentes. “Não existe nenhum documento legal que permita a retirada de um órgão de algum indivíduo sem autorização da família. No momento da entrevista familiar, que é um momento muito difícil, a família vai lembrar [do pedido] e atender o desejo”, diz o médico. (da Agência Brasil, Bruno Bocchini)



Últimas

2020/05/29 » Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
2020/05/29 » Bolsonaro diz que auxílio emergencial deverá ter quarta parcela
2020/05/29 » Faturamento caiu em mais de 80% das indústrias nos últimos 45 dias
2020/05/29 » Pedidos de recuperação judicial caem 3,2% em abril
2020/05/28 » Plano de retomada da economia em São Paulo terá cinco fases
2020/05/28 » Fumante com coronavírus tem 14 vezes mais chances de morrer
2020/05/28 » Rússia adia cúpula do Brics devido ao novo coronavírus
2020/05/27 » Opas: Américas são novo epicentro da covid-19
2020/05/27 » Governo libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
2020/05/27 » Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
2020/05/26 » Ministério divulga diretrizes para construção de hospitais de campanha
2020/05/26 » EUA antecipam em dois dias restrição de viagens do Brasil
2020/05/26 » Aplicativos criados por alunos da UFF facilitam integração na pandemia
2020/05/22 » Receita inicia hoje consulta ao primeiro lote do Imposto de Renda
2020/05/22 » Receita lança aplicativo CPF Digital
2020/05/22 » Especialistas alertam sobre sintomas menos comuns da covid-19
2020/05/19 » Tabagismo e coronavírus são combinação catastrófica, diz fundação
2020/05/19 » Vacina para covid-19 mostra resultado promissor
2020/05/19 » Alívio no mercado externo faz dólar cair para R$ 5,72
2020/05/18 » Critérios e avaliações na recuperação de covid-19

Ver mais »