Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Novo regime automotivo é assunto de reunião entre Mantega e centrais sindicais 22/03/2012

Brasília – O governo federal deve anunciar ainda este mês o novo regime automotivo que vai vigorar nos próximos anos. O assunto foi discutido ontem (21) por representantes das centrais sindicais em reunião com os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Desde 1995, o regime automotivo é o principal instrumento de política industrial para o setor e define o programa de investimentos e de estímulo às exportações, além de fixar um regime especial de importação.

Na semana passada, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, já havia informado que o anúncio seria feito ainda em março. Na ocasião, Pimentel disse que as medidas estão em fase de discussão, mas adiantou que a política industrial deve exigir mais investimento das montadoras em pesquisa e aumentar a exigência de conteúdo nacional.

Segundo o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Artur Henrique da Silva, Mantega prometeu ouvir os sindicalistas antes do anúncio. Uma nova reunião está marcada para a próxima semana. Silva defende o aumento do percentual de conteúdo nacional na cadeia automotiva que, hoje, está em 65%.

“Espero que não seja anunciada uma medida antes de ouvir as propostas dos trabalhadores. Queremos debater conteúdo nacional. Não dá para a engenharia, os projetos, aquilo que agrega valor e que paga salário, estejam indo, como está acontecendo hoje no Brasil, para as matrizes. Queremos discutir projetos, engenharia", disse.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, também defendeu a ampliação do índice de nacionalização das peças dos carros produzidos no país dos atuais 8% para 21%. “O governo topou negociar essas duas questões. A proposta nossa é chegar a 21%. Seria aumentar o conteúdo local para cerca de 80% e elevar o de peças para 21%", comentou. (da Agência Brasil, Luciene Cruz)



Últimas

2020/12/04 » Receita Federal e Banco do Brasil iniciam arrecadação com Pix
2020/12/04 » Desentendimento político interrompe reforma tributária, diz Guedes
2020/12/04 » Pix tem 100 milhões de chaves registradas
2020/12/03 » Concessões de aeroportos, rodovias, portos e ferrovias entram no PPI
2020/12/03 » PPI tem 115 ativos para leilões e projetos de concessão em 2021
2020/12/03 » Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
2020/12/03 » Produção industrial cresceu 1,1% em outubro, diz IBGE
2020/12/02 » CNI: produtividade do trabalho na indústria cresce 8% no 3º trimestre
2020/12/02 » Balança comercial registra superávit de US$ 3,73 bi em novembro
2020/12/02 » CNA prevê aumento da produção do agronegócio no próximo ano
2020/12/02 » População desocupada atinge 13,76 milhões em outubro
2020/12/01 » Ipea: investimentos têm alta de 3,5% em setembro
2020/12/01 » Contas públicas registram saldo positivo após oito meses de déficit
2020/12/01 » Estimativa do mercado financeiro para a inflação sobe para 3,54%
2020/11/30 » ANP retoma a 17ª Rodada de Licitações
2020/11/30 » Corretoras poderão atuar com pagamentos de boletos a partir de janeiro
2020/11/30 » Confiança da indústria atinge maior valor em dez anos, diz FGV
2020/11/30 » Fiscalização do Procon-SP registra infração em 70% de lojas visitadas
2020/11/30 » Taxa de desemprego passa de 13,3% para 14,6% no terceiro trimestre
2020/11/30 » Inflação do aluguel sobe e acumula 24,52% em 12 meses

Ver mais »