Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Economia norte-americana mostra sinais de recuperação enquanto Europa continua em situação crítica, diz Ipea 22/03/2012

Brasília – Estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgado hoje (22), constata que a economia norte-americana tem conseguido superar as consequências da crise econômica “que ela mesma gerou”. O estudo versa sobre a situação do mercado de trabalho nos Estados Unidos e na Europa neste momento de instabilidade econômica financeira mundial.

“A economia norte-americana, mais dinâmica e inovadora, tem melhor conseguido superar as consequências da crise que ela mesma gerou”, diferentemente do quadro europeu. Essa é uma das conclusões da pesquisa.
Segundo o técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea, André Gambier, o pior cenário ocorre na Europa.

“Apesar da gravidade da crise, o momento de instabilidade parece estar restrito à região europeia, que tem quadro de manutenção de crise”, observou. Nos Estados Unidos, mesmo sem retomar os níveis pré-crise, é possível notar a recuperação da economia. “O crescimento da economia americana ainda é muito frágil. Mas é possível notar o aumento que está se iniciado com alguma velocidade. No entanto, ainda há muito que caminhar”, acrescentou.

Na opinião do especialista, o pior momento do mercado de trabalho da economia norte-americana pôde ser observado no primeiro trimestre de 2009, quando sete pessoas procuravam emprego para cada vaga criada. No último trimestre de 2011, esse número caiu para 4,2. Mesmo com a melhora, os “efeitos da crise não foram totalmente revertidos”.

“Esse foi o pico da recessão. Nos EUA, os dados para o mercado de trabalho confirmam a ligeira recuperação do setor produtivo, mas com níveis baixos de salários e a manutenção de uma grande massa de desempregados”, avaliou Gambier.

Em relação ao Continente Europeu, o estudo aponta que os “já debilitados países do Sul europeu estão sofrendo e irão continuar a sofrer fortes contrações em sua base produtiva e agravamento da situação sociopolítica – empobrecimento, aumento das desigualdades e intensificação das tensões sociais, crises de legitimidade política”. No entanto, a disposição do G20, grupo das maiores economias mundiais, em ampliar os recursos do Fundo Monetário Internacional (FMI) “para destiná-los aos países mais frágeis da Europa, faz parecer que o último momento agudo da crise pode estar em processo de superação”.

Para que o momento de instabilidade econômica não tenha efeitos no Brasil, a pesquisa ressalta que o país “não pode baixar a guarda”. Assim, destaca a necessidade da disposição de estratégia nacional global de enfrentamento da crise e de aproveitamento de oportunidades eventualmente vislumbradas a fim de manter a competição interna e externa. (da Agência Brasil)



Últimas

2020/12/01 » Ipea: investimentos têm alta de 3,5% em setembro
2020/12/01 » Contas públicas registram saldo positivo após oito meses de déficit
2020/12/01 » Estimativa do mercado financeiro para a inflação sobe para 3,54%
2020/11/30 » ANP retoma a 17ª Rodada de Licitações
2020/11/30 » Corretoras poderão atuar com pagamentos de boletos a partir de janeiro
2020/11/30 » Confiança da indústria atinge maior valor em dez anos, diz FGV
2020/11/30 » Fiscalização do Procon-SP registra infração em 70% de lojas visitadas
2020/11/30 » Taxa de desemprego passa de 13,3% para 14,6% no terceiro trimestre
2020/11/30 » Inflação do aluguel sobe e acumula 24,52% em 12 meses
2020/11/27 » Volta de cobrança do IOF sobre crédito renderá cerca de R$ 2 bi
2020/11/27 » Indústrias do Mercosul e da UE pedem urgência para acordo comercial
2020/11/27 » Indústria paulista mantém expansão no ano apesar de queda em outubro
2020/11/26 » Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,6 anos em 2019
2020/11/26 » Campos Neto: Pix vai gerar inclusão e reduzir custos para população
2020/11/26 » Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 16% em outubro
2020/11/25 » Anatel prevê leilão do 5G no final do primeiro semestre de 2021
2020/11/25 » Mercado de capitais analisa critérios socioambientais de empresas
2020/11/25 » Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
2020/11/24 » Maioria dos reajustes até outubro teve ganhos reais, diz Dieese
2020/11/24 » Mercado aumenta previsão de inflação e prevê queda menor do PIB

Ver mais »