Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Falta de opções de moradia ameaça mananciais da capital paulista, aponta especialista 23/03/2012

São Paulo – A falta de opções de moradia é, além de um problema social, uma ameaça aos mananciais que abastecem a cidade de São Paulo, avaliou a professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), Helena Ribeiro. “Aquela população sem infraestrutura vai poluir, vai impermeabilizar o solo, vai jogar os dejetos na represa, ocupar os vales dos rios, vai desmatar. O efeito disso é muito danoso”, disse sobre o processo que ocorre nas represas Billings e Guarapiranga, usadas no abastecimento da metrópole paulistana.

O problema é somado, segundo a professora, aos efeitos da ilha de calor da cidade. A impermeabilização do solo, entre outros fatores, faz com que a metrópole acumule mais calor do que o entorno. “Com isso, você tem tempestades mais fortes, que levam os resíduos para os corpos d'água. Depois você tem períodos com maior seca, em que você tem déficit de água para o abastecimento. Falta de água nas represas. Tudo isso é um fenômeno que já está ocorrendo em São Paulo”, destacou Helena Ribeiro. Segundo ela, esses efeitos se somam aos produzidos pelas mudanças climáticas.

Apesar dos problemas com o manejo dos mananciais, a professora ressaltou que a água distribuída na capital paulista tem qualidade “regular” - “dá para a população beber”. Para ela, é preciso evitar o consumo de água engarrafada, que causa grandes impactos ambientais para sua produção. “São empresas privadas que compram nascentes, engarrafam a água e transportam por caminhão. Então você tem a produção do plástico, que é muito poluente, tem o uso de combustível e os despejos que isso causa também”, disse após participar do seminário Água e Saúde na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O evento marcou o Dia Mundial da Água, comemorado hoje (22).

Como opção para a preservação dos mananciais paulistanos, Helena Ribeiro apontou o aproveitamento do centro da cidade para proporcionar moradia às famílias pobres. “ A proposta toda é fazer um centro mais compacto, atrair a população de baixa renda para o centro”, disse ao lembrar que a prefeitura já tem projetos com esse objetivo. (da Agência Brasil, Daniel Mello)



Últimas

2020/12/04 » Receita Federal e Banco do Brasil iniciam arrecadação com Pix
2020/12/04 » Desentendimento político interrompe reforma tributária, diz Guedes
2020/12/04 » Pix tem 100 milhões de chaves registradas
2020/12/03 » Concessões de aeroportos, rodovias, portos e ferrovias entram no PPI
2020/12/03 » PPI tem 115 ativos para leilões e projetos de concessão em 2021
2020/12/03 » Venda de veículos automotores aumenta 0,45% de outubro para novembro
2020/12/03 » Produção industrial cresceu 1,1% em outubro, diz IBGE
2020/12/02 » CNI: produtividade do trabalho na indústria cresce 8% no 3º trimestre
2020/12/02 » Balança comercial registra superávit de US$ 3,73 bi em novembro
2020/12/02 » CNA prevê aumento da produção do agronegócio no próximo ano
2020/12/02 » População desocupada atinge 13,76 milhões em outubro
2020/12/01 » Ipea: investimentos têm alta de 3,5% em setembro
2020/12/01 » Contas públicas registram saldo positivo após oito meses de déficit
2020/12/01 » Estimativa do mercado financeiro para a inflação sobe para 3,54%
2020/11/30 » ANP retoma a 17ª Rodada de Licitações
2020/11/30 » Corretoras poderão atuar com pagamentos de boletos a partir de janeiro
2020/11/30 » Confiança da indústria atinge maior valor em dez anos, diz FGV
2020/11/30 » Fiscalização do Procon-SP registra infração em 70% de lojas visitadas
2020/11/30 » Taxa de desemprego passa de 13,3% para 14,6% no terceiro trimestre
2020/11/30 » Inflação do aluguel sobe e acumula 24,52% em 12 meses

Ver mais »