Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Plano de outorga de aeroportos deve sair em 60 dias, diz presidente da Infraero 05/04/2012

Rio de Janeiro – O plano de outorga de aeroportos, que poderá prever novas concessões de terminais brasileiros à iniciativa privada, deve ser concluído em 60 dias. A previsão é do presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antônio Gustavo do Vale.

Segundo ele, o plano ainda está em elaboração pela Secretaria Nacional de Aviação Civil e, por isso, até o momento não há nenhuma definição sobre quantos e quais aeroportos serão concedidos à iniciativa privada.

Como não há definição acerca de futuras concessões, Vale acredita que não há possibilidade de conceder qualquer aeroporto à iniciativa privada ainda em 2012. “Todos nós sabemos que, para fazer uma concessão ainda neste ano, já deveria ter começado. Por uma questão de tempo, é impossível ser este ano do ponto de vista das análises técnicas”, disse.

Já o ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Wagner Bittencourt, disse que existe a possibilidade de o plano prever a concessão dos aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Belo Horizonte, apesar de nada estar definido.

Vale explicou que o plano prevê não só a outorga de aeroportos como também medidas de estímulo à aviação regional, como investimentos em aeroportos do interior e rotas aéreas para esses locais.

Segundo o presidente da Infraero, o orçamento da estatal neste ano para investimentos totaliza R$ 2,37 bilhões, cerca de duas vezes mais do que o do ano passado. “Ele está sendo bem cumprido e não tem nenhum contingenciamento. Pelo contrário, ele pode até aumentar, se houver necessidade. O compromisso do governo é que, do ponto de vista de recursos, não vai faltar nenhum”, destacou Vale.

Neste ano, a Infraero leiloou três aeroportos para entregá-los à iniciativa privada: Guarulhos, em São Paulo, Viracopos, em Campinas (SP), e Juscelino Kubitschek, em Brasília. A administração passa para a iniciativa privada, mas a Infraero mantém 49% das ações dos aeroportos. Segundo o presidente da estatal, para as próximas concessões pode ser necessária uma renegociação desse modelo. (da Agência Brasil, Vitor Abdala)



Últimas

2020/07/13 » Saiba como funciona o ITBI
2020/07/13 » Estatuto da Criança e do Adolescente completa 30 anos
2020/07/13 » Caixa inclui custo com cartório e ITBI em financiamento imobiliário
2020/07/10 » Covid-19: pessoas com sintomas devem procurar atendimento imediato
2020/07/10 » ONU pede fim do financiamento ao carvão e apoio à energia renovável
2020/07/10 » OMS quer mais evidências sobre transmissão da covid-19 pelo ar
2020/07/09 » Novo site simplifica adesão ao acordo dos planos econômicos
2020/07/09 » Sebrae: cresce interesse por cursos a distância para empreender
2020/07/09 » Pandemia causou impacto em 57% das companhias exportadoras, revela CNI
2020/07/09 » Estimativa de junho prevê safra recorde de 247,4 milhões de toneladas
2020/07/09 » MEC anuncia que Enem será em 17 e 24 de janeiro de 2021
2020/07/08 » Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia
2020/07/08 » Câmara aprova MP que suspende cumprimento mínimo de dias letivos
2020/07/08 » Câmara aprova MP que permite reembolso de passagem aérea em até um ano
2020/07/08 » Covid-19: Senado aprova indenização a profissional afetado pela doença
2020/07/07 » Bolsonaro sanciona MP que criou programa de manutenção do emprego
2020/07/07 » Tecnologias da Embrapa ajudam Ceará a dobrar produção de algodão
2020/07/07 » Com aumento de mortes, Miami volta a fechar restaurantes
2020/07/06 » Saiba como estão os planos de retomada econômica em cada estado
2020/07/06 » Saiba como funcionam os testes para detectar a covid-19

Ver mais »