Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Plano de outorga de aeroportos deve sair em 60 dias, diz presidente da Infraero 05/04/2012

Rio de Janeiro – O plano de outorga de aeroportos, que poderá prever novas concessões de terminais brasileiros à iniciativa privada, deve ser concluído em 60 dias. A previsão é do presidente da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), Antônio Gustavo do Vale.

Segundo ele, o plano ainda está em elaboração pela Secretaria Nacional de Aviação Civil e, por isso, até o momento não há nenhuma definição sobre quantos e quais aeroportos serão concedidos à iniciativa privada.

Como não há definição acerca de futuras concessões, Vale acredita que não há possibilidade de conceder qualquer aeroporto à iniciativa privada ainda em 2012. “Todos nós sabemos que, para fazer uma concessão ainda neste ano, já deveria ter começado. Por uma questão de tempo, é impossível ser este ano do ponto de vista das análises técnicas”, disse.

Já o ministro da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, Wagner Bittencourt, disse que existe a possibilidade de o plano prever a concessão dos aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro, e de Confins, em Belo Horizonte, apesar de nada estar definido.

Vale explicou que o plano prevê não só a outorga de aeroportos como também medidas de estímulo à aviação regional, como investimentos em aeroportos do interior e rotas aéreas para esses locais.

Segundo o presidente da Infraero, o orçamento da estatal neste ano para investimentos totaliza R$ 2,37 bilhões, cerca de duas vezes mais do que o do ano passado. “Ele está sendo bem cumprido e não tem nenhum contingenciamento. Pelo contrário, ele pode até aumentar, se houver necessidade. O compromisso do governo é que, do ponto de vista de recursos, não vai faltar nenhum”, destacou Vale.

Neste ano, a Infraero leiloou três aeroportos para entregá-los à iniciativa privada: Guarulhos, em São Paulo, Viracopos, em Campinas (SP), e Juscelino Kubitschek, em Brasília. A administração passa para a iniciativa privada, mas a Infraero mantém 49% das ações dos aeroportos. Segundo o presidente da estatal, para as próximas concessões pode ser necessária uma renegociação desse modelo. (da Agência Brasil, Vitor Abdala)



Últimas

2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC
2021/01/20 » Confiança do empresário do comércio cai 2,2% em janeiro, diz CNC
2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central
2021/01/19 » Atividade industrial desacelera em novembro de 2020
2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020

Ver mais »