Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Catálogo relaciona 14 indicações geográficas que valorizam produção regional, como vinhos gaúchos e calçados de Franca 26/04/2012

Rio de Janeiro – Como parte das comemorações pelo Dia Mundial da Propriedade Intelectual, o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) lançaram hoje (26), no Rio de Janeiro, a terceira edição do catálogo de indicações geográficas (IGs) brasileiras. O documento engloba as 14 IGs concedidas até o final do ano passado, funcionando como um certificado de origem que valoriza a produção regional do país.

Desde 1997, o Brasil acumula 19 registros de IG, incluindo cinco concedidos este ano e que ficaram fora dessa edição. Exemplos de indicações geográficas brasileiras são os vinhos do Vale dos Vinhedos, no Rio Grande do Sul, primeira IG brasileira, ou o queijo da Serra da Canastra, em Minas Gerais. Em termos mundiais, destaca-se o champanhe da França, uma das primeiras IGs concedidas no mundo.

A indicação geográfica certifica e protege produtos tradicionais do país, oferecendo um diferencial competitivo. “É um conceito que se refere a produtos ou serviços que tenham uma origem geográfica específica. Eles embutem reputação, qualidades e características que estão vinculadas ao local”, informou à Agência Brasil o coordenador de Fomento e Registro de Indicação Geográfica do Inpi, Luiz Cláudio Dupim.

Dupim explicou que, nesse tipo de registro, são os fatores humanos ou ambientais que refletem o saber da população ou a influência que o meio geográfico proporciona à qualidade do produto ou reputação conseguida ao longo do tempo.

A Lei de Propriedade Industrial, promulgada em 1997, abriu aos produtos brasileiros a possibilidade de obterem registros de indicação geográfica no Inpi, visando ao reconhecimento de sua qualidade e proteção contra falsificações.

Também são indicações geográficas registradas pelo Inpi o café do Cerrado Mineiro, a carne do Pampa Gaúcho da Campanha Meridional, o couro acabado do Vale dos Sinos, a cachaça de Paraty, a manga e a uva do Vale do Submédio São Francisco, o capim dourado do Jalapão, os calçados de Franca e as panelas de barro de Goiabeiras, entre outras.

O presidente do Inpi, Jorge Ávila, salientou que a indicação geográfica é um tipo de proteção que valoriza a tradição regional na produção de determinado produto. “A indicação geográfica comunica ao mundo que uma certa região se especializou e tem capacidade de produzir um artigo diferenciado, um produto de excelência”.

Segundo Ávila, a proteção por indicação geográfica “fermenta” ainda mais esse processo, porque permite que um produto tradicional seja conhecido globalmente por suas peculiaridades e de maneira associada a uma coletividade de produtores. Para Ávila, trata-se da modalidade de propriedade industrial de mais imediato alcance social, porque, “com uma única proteção, se atinge toda uma comunidade de produtores, muitas vezes humildes”.

O diretor técnico do Sebrae/RJ, Armando Clemente, destacou que a entidade, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), prioriza a criação dos arranjos produtivos locais (APLs), que são conjuntos de pequenas e micro empresas de uma determinada área ou de um setor de atividade específico.

“Quando você está indicando a procedência daquele produto, esse conjunto de empresas ganha muito, no sentido de que você dá uma referência, um aval da origem do produto. E isso tem um significado grande em termos de valor comercial”. Clemente compara a indicação geográfica a um certificado de pureza. “É o ‘pedigree’ que faltava para as micro e pequenas empresas”, avaliou Clemente. (da Agência Brasil, Alana Gandra)



Últimas

2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
2020/09/18 » Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial
2020/09/17 » Entidades elogiam decisão do Copom de manter a Selic
2020/09/17 » Prefeitura de São Paulo adota home office permanente
2020/09/17 » PIB tem queda de 4% no trimestre encerrado em julho, aponta FGV
2020/09/16 » Petrobras quer vender mais ativos de exploração e produção
2020/09/16 » Saques no comércio com Pix começam no 2º trimestre de 2021
2020/09/16 » Concessionária da Malha Paulista e Norte-Sul antecipa outorgas
2020/09/15 » Confiança do empresário industrial cresce pelo quinto mês consecutivo
2020/09/15 » União pode quebrar se forem criados novos fundos, diz Guedes
2020/09/15 » Medidas de ajuste fiscal podem gerar economia de R$ 816 bi em dez anos
2020/09/14 » Governo federal qualifica rodovias e portos no PPI
2020/09/14 » Indicador de Atividade Econômica aponta crescimento de 2,8% em julho

Ver mais »