Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Inclusão social, reforma agrária e combate ao trabalho escravo são citados em relatório do Brasil à ONU 23/05/2012

Brasília – O relatório elaborado pelas autoridades brasileiras e encaminhado ao Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, para efeito de avaliação das políticas implementadas na área, reúne as ações promovidas pelo governo em 26 áreas. Há referências à inclusão social, por meio dos programas sociais em curso, à proteção à livre orientação sexual e religiosa, assim como o respeito às diferenças de etnia. Também há menções ao combate ao trabalho escravo e infantil, estímulo à reforma agrária e à garantia dos direitos dos povos indígenas.

Os programas sociais desenvolvidos pelo governo são mencionados em diferentes momentos – no que se refere ao combate do uso de drogas e crack, assim como os programas de transferência de renda, entre eles o Brasil sem Miséria e o Minha Casa, Minha Vida. Há ainda detalhes sobre os esforços para a promoção da reforma agrária no país.

No relatório, as autoridades informam que, de acordo com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), de 2003 e 2010, foram assentadas 614 mil famílias por meio da criação de 3.551 novos assentamentos. “As políticas de reforma agrária são fundamentais para a consolidação da democracia brasileira. A garantia do direito à terra dinamiza as economias locais e regionais, promove a paz no campo e garante segurança alimentar e acesso aos recursos naturais”, diz o texto.

O governo informa ainda que há políticas públicas para a inserção de refugiados e imigrantes no país e destaca a questão envolvendo os haitianos, que, no começo deste ano, tentaram ingressar no país e esbarraram em dificuldades burocráticas para emissão de visto. No relatório, é informado que foram concedidos 1.300 vistos para haitianos que pediram apoio ao Brasil. “O Brasil está fortemente comprometido com a proteção dos refugiados e apátridas, como Estado-Parte dos principais instrumentos internacionais relacionados ao tema”, diz o documento.

No relatório, são citados também os esforços para federalizar os crimes relacionados aos direitos humanos, a prevenção de torturas e penas cruéis, além das execuções sumárias. Há, ainda, menção às melhorias para aperfeiçoar o sistema prisional nacional e a adoção de medidas socioeducativas.

O documento, denominado Segundo Relatório Nacional do Estado Brasileiro, apresentado no Mecanismo de Revisão Periódico Universal do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas - 2012, pode ser lido na íntegra no site da Secretaria de Direitos Humanos. (da Agência Brasil, Renata Giraldi)



Últimas

2021/05/06 » Entidades do setor produtivo criticam aumento de juros
2021/05/06 » Alta da Selic terá pequeno impacto sobre juros finais, diz Anefac
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/06 » Produção industrial cai 2,4% de fevereiro para março
2021/05/06 » Copom eleva juros básicos da economia para 3,5% ao ano
2021/05/05 » Dia das mães: data é a mais importante para o setor de flores
2021/05/05 » Relator da reforma tributária propõe fundir cinco tributos no IBS
2021/05/05 » Pagamento do abono anual para segurados da Previdência é antecipado
2021/05/05 » Medida restabelece regras flexíveis para compras e contratos públicos
2021/05/05 » Famílias com dívidas em atraso crescem para 67,3% em abril
2021/05/05 » MP reinstitui dispensa de licitação para compras relacionadas à covid
2021/05/05 » Reforma tributária tem de "atacar" programas de isenção, afirma Guedes
2021/05/05 » Inflação na saída das fábricas fica em 4,78% em março, diz IBGE
2021/05/04 » Balança comercial tem melhor saldo da história para meses de abril
2021/05/04 » Petróleo: produção na Bacia de Santos ultrapassa 70% do total nacional
2021/05/04 » Brasil não renovará pacto de transporte naval com Argentina e Uruguai
2021/05/04 » Mercado financeiro espera que Selic suba para 3,5% ao ano nesta semana
2021/05/03 » Maior leilão da história trará o 5G ao Brasil
2021/05/03 » Trabalho em home office tende a continuar após fim da pandemia
2021/05/03 » Banco Central nega falha de segurança no Pix e adverte contra golpes

Ver mais »