Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Diminui expectativa de venda dos empresários para os Dia dos Namorados, aponta Serasa 30/05/2012

São Paulo – O otimismo dos empresários com as vendas para o Dia dos Namorados, comemorado em 12 de junho, caiu 8 pontos percentuais neste ano, em comparação com 2011. Segundo pesquisa divulgada hoje (2) pela empresa de consultoria Serasa Experian, 49% dos varejistas acreditam que o faturamento vai crescer. Em 2011, o índice foi 57%. Os economistas da Serasa avaliam que o decréscimo está relacionado à evolução do endividamento dos consumidores.

O resultado é o pior desde 2009, que teve apenas 30% dos empresários com expectativa de crescimento nas vendas. Para este ano, 36% acreditam que o faturamento ficará estável e 15% acreditam que haverá queda. Foram entrevistados 1.013 empresários varejistas entre os dias 14 e 18 de maio.

As grandes empresas (63%) são as mais otimistas. Na avaliação da Serasa, esse percentual maior ocorre pelas melhores condições de parcelamento que oferecem, bem como pelas promoções e variedade de produtos. Nas empresas de médio porte, 56% dos entrevistados têm expectativa de crescimento nas vendas. Já nas pequenas, 48% acreditam em um faturamento maior.

Na análise regional, os empresários do Norte têm a maior expectativa de vendas, com 61%. Na pesquisa do Dia das Mães, os empresários dessa região também ficaram em primeiro lugar, com 58%. Em seguida, estão as regiões Centro-Oeste (57%), Nordeste (50%), Sudeste (48%) e Sul (43%).

 

A pesquisa aponta que o maior percentual de presentes (27%) será roupas, sapatos e acessórios. A expectativa de vendas desses produtos, no entanto, caiu dois pontos percentuais em comparação com o ano passado (29%). Por outro lado, cresceu a expectativa de faturamento com celulares e smartphones (20%), joias e relógios (6%) e eletrônicos (4%), que, segundo a empresa de consultoria, são produtos que costumam ser comprados de forma parcelada.

Na avaliação dos empresários, 40% dos consumidores deverão gastar entre R$ 51 e R$ 100 com o presente, enquanto 26% gastarão entre R$ 101 e R$ 200 e 22% desembolsarão até R$ 50. De acordo com a pesquisa, o consumo médio será R$ 128.

Mais da metade das compras (52%) serão a prazo e 48% à vista, de acordo com a pesquisa. Houve mudanças nesse item em comparação com 2011, quando a expectativa era que 46% das compras fossem à vista e 54% a prazo. Nas compras feitas a prazo, os entrevistados acreditam que as compras com cheque pré-datado serão pagas em até quatro vezes. No caso de cartão, financiamento ou crédito, as compras serão parceladas em até seis vezes. (da Agência Brasil, Camila Maciel)



Últimas

2021/01/27 » Pandemia e fim dos auxílios podem reverter retomada econômica
2021/01/27 » Confiança na construção civil recua depois de seis altas, diz FGV
2021/01/27 » Confiança do consumidor cai pelo quarto mês consecutivo
2021/01/27 » Custo da construção sobe 0,93% em janeiro, anuncia a FGV
2021/01/26 » Micro e pequenas empresas têm até sexta-feira para aderir ao Simples
2021/01/26 » Queda na arrecadação foi “resultado excelente”, diz Guedes
2021/01/26 » Confaz divulga nova tabela de preços médios de combustíveis
2021/01/25 » Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
2021/01/25 » Cepal: exportações da América Latina e do Caribe caíram 13% em 2020
2021/01/25 » Brasileiros acreditam que inflação será de 5,2% nos próximos 12 meses
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/25 » Como contribuir para o INSS por conta própria
2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC

Ver mais »