Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Volume de crédito supera 50% do PIB; Banco Central não vê risco no ritmo de expansão 26/06/2012

Brasília - O volume de crédito do sistema financeiro atingiu R$ 2,136 trilhões, em maio, com crescimento de 1,7% em relação ao mês anterior e de 18,3% em 12 meses, segundo dados apresentados hoje (26) pelo Banco Central (BC). Esse volume representou, pela primeira vez, 50,1% de tudo o que país produz – Produto Interno Bruto (PIB). Em abril, esse percentual estava em 49,6% e em maio do ano passado, em 45,7%. Neste ano, o BC espera que o crédito em relação o PIB fique 52%, ante 51% estimados anteriormente.

 

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, considera que não há risco no ritmo de crescimento do crédito no país, como apontou o Banco Internacional de Compensações (BIS) em relação ao Brasil e a outros países em desenvolvimento. “Algumas avaliações feitas no relatório [do BIS] não são procedentes no caso brasileiro. Não há risco no ritmo de expansão do crédito no país”, disse. “O Banco Central está muito tranquilo em termos da sustentabilidade da expansão do crédito”, acrescentou.

 

Maciel defendeu que o crédito no país cresce com o aumento da renda e do emprego. “Essa é a melhor forma de crescimento do mercado de crédito”, enfatizou. Maciel disse ainda que o crédito país partiu de “um ponto relativamente baixo”, em torno de 25% do PIB, em 2003. E, mesmo o volume de crédito tendo superado pela primeira vez os 50% do PIB, ainda está em nível abaixo do de países desenvolvidos que apresentam essa relação acima de 70%.

Além disso, Maciel enfatizou que o crescimento do crédito ocorre com “supervisão bastante rígida”. “A regulação do crédito no país tem parâmetros mais rigorosos do que os recomendados tradicionalmente. Temos um grau de captação elevado, liquidez elevada, provisionamento acima do padrão internacional. Não há risco”, disse.

 

Outro fator citado por Maciel é que a atual expansão do crédito é influenciada pelos financiamentos imobiliários. “O crédito imobiliário cresceu nos últimos anos, no âmbito de uma política de redução do déficit habitacional”, disse. Segundo ele, em maio o crédito imobiliário representou 5,4% do PIB, enquanto em países desenvolvidos essa relação supera 50%. “Cabe lembrar ainda que o crédito imobiliário tem taxa inadimplência baixa. É regulado pelo Banco Central. E as famílias estão saído do aluguel, uma despesa de consumo, para formação de patrimônio”, destacou.

 

Maciel avaliou ainda que o ritmo de expansão do crédito no país está em moderação. De 2005 a 2008, a média de crescimento do volume de crédito foi 25% e caiu para 18%, nos quatro anos seguintes. Essa média inclui a estimativa do BC para a expansão do crédito este ano, que é 15%. “Há uma convergência para bases sustentáveis”, disse. Neste ano, até maio, o crédito cresceu 5,2%. (da Agência Brasil, Kelly Oliveira)



Últimas

2020/11/27 » Volta de cobrança do IOF sobre crédito renderá cerca de R$ 2 bi
2020/11/27 » Indústrias do Mercosul e da UE pedem urgência para acordo comercial
2020/11/27 » Indústria paulista mantém expansão no ano apesar de queda em outubro
2020/11/26 » Expectativa de vida no Brasil sobe para 76,6 anos em 2019
2020/11/26 » Campos Neto: Pix vai gerar inclusão e reduzir custos para população
2020/11/26 » Vendas de máquinas e equipamentos têm alta de 16% em outubro
2020/11/25 » Anatel prevê leilão do 5G no final do primeiro semestre de 2021
2020/11/25 » Mercado de capitais analisa critérios socioambientais de empresas
2020/11/25 » Pix tem quase 4,4 milhões de portabilidade de chaves
2020/11/24 » Maioria dos reajustes até outubro teve ganhos reais, diz Dieese
2020/11/24 » Mercado aumenta previsão de inflação e prevê queda menor do PIB
2020/11/24 » Guedes anuncia que vai para o "ataque" com privatizações e reformas
2020/11/23 » Mais de 60% dos internautas no país usam serviços públicos digitais
2020/11/23 » Guia de financiamento ajuda empresas interessadas em sustentabilidade
2020/11/23 » Em reunião do G20, Guedes diz que recuperação do Brasil surpreende
2020/11/20 » Economia cresceu 7,5% do segundo para o terceiro trimestre, diz FGV
2020/11/20 » Produção e empregos estão em alta na indústria, diz CNI
2020/11/20 » Confiança do empresário do comércio sobe 4,1% em novembro, diz CNC
2020/11/18 » Aumento de exportações industriais traria R$ 376 bi para economia
2020/11/18 » Quase dois terços das indústrias esperam faturar mais em 2021

Ver mais »