Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Queixas contra operadoras de telefonia em SP crescem 23% no semestre, diz Procon 19/07/2012

São Paulo – A Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de São Paulo recebeu, no primeiro semestre deste ano, 12.215 queixas contra operadoras de telefonia móvel. No mesmo período do ano passado, foram 9.402 queixas. Irregularidades das empresas ocasionaram, durante um ano e meio, autuações de mais de R$ 37 milhões, segundo a instituição.

Entre os problemas encontrados, de acordo com Paulo Arthur Góes, diretor executivo do Procon-SP, está a falta de prestação adequada de serviço pelos sistemas de atendimento ao consumidor (SACs). “O consumidor traz a queixa até aqui depois de anotar vários números de protocolo, sem conseguir resolver seu problema”, conta.

Ontem (18), uma determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) suspendeu as vendas das operadoras Tim, Oi e Claro. Em São Paulo, a punição recaiu sobre a Claro, cujas vendas estarão suspensas a partir de segunda-feira (23) por ter sido considerada a pior do estado. A operadora foi alvo de 1.984 reclamações, tendo a Tim em segundo lugar no ranking (1.385 queixas). A Oi ficou em terceiro com 996, a Vivo, com 842, esteve em quarto e a Nextel, em quinto, recebeu 506 queixas.

Para voltar a atuar no mercado, de acordo com a Anatel, as operadoras Tim, Oi e Claro deverão apresentar um plano de melhorias no prazo de até 30 dias, “contendo medidas capazes de garantir a qualidade do serviço e das redes de telecomunicações”. O plano precisará ser aprovado pela agência e, em caso de descumprimento dos compromissos, as operadoras terão de pagar R$ 200 mil por dia e por estado.

Por meio de nota, a Claro afirmou que a medida surpreendeu a empresa, que teve as vendas de novas linhas suspensas também em Santa Catarina e Sergipe. A operadora garantiu que vai apresentar à Anatel, de imediato, o plano de investimentos. Na avaliação da empresa, a punição “está relacionado a problemas pontuais na central de atendimento”. Em sua defesa, alegou que já houve melhoria do serviço de atendimento no último mês de junho. (da Agência Brasil, Fernanda Cruz)



Últimas

2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens
2020/10/19 » Doria apresenta plano de retomada econômica de São Paulo
2020/10/19 » Produção brasileira de aço cresce 7,5% em setembro
2020/10/16 » Indicador antecedente da economia brasileira cresce 1,2% em setembro
2020/10/16 » Atividade econômica tem alta de 1,06% em agosto, diz Banco Central
2020/10/16 » Rebanho bovino cresce em 2019, influenciado pelo cenário externo
2020/10/15 » Produção de motocicletas aumenta 13,1% em setembro
2020/10/15 » Ministério entrega à Presidência projeto de privatização dos Correios
2020/10/15 » Programa de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado
2020/10/14 » Guedes defende reformas e rigor fiscal pós-pandemia a comitê do FMI
2020/10/14 » Caixa amplia margem do empréstimo consignado para 35%
2020/10/14 » Mercado eleva projeções para inflação e vê câmbio desvalorizado
2020/10/13 » FMI: mudança climática é ameaça significativa ao crescimento global
2020/10/13 » ONU pede que bancos deixem de financiar projetos de combustível fóssil
2020/10/13 » Custo da construção civil sobe 1,44% em setembro
2020/10/13 » Inflação oficial sobe para 0,64% em setembro
2020/10/09 » Conab prevê produção recorde de grãos na safra 2020/2021

Ver mais »