Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Aumentar a produção de fertilizantes nitrogenados é uma das prioridades da Petrobras 23/08/2012

Rio de Janeiro – Ao anunciar ontem (22) o Plano de Negócios e Gestão da empresa para o período 2012/2016, o diretor de Gás e Energia da Petrobras, José Alcides Santoro, disse que a estatal pretende mais que triplicar a sua produção de fertilizantes nitrogenados com a entrada em operação de duas plantas em execução nos municípios de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, e Laranjeiras, em Sergipe.

 

De acordo com ele, a capacidade atual da companhia é 1,1 milhão de toneladas anualmente, volume que passará para mais de 3 milhões de toneladas, com a entrada em funcionamento das duas unidades – “o que significa cerca de 70% do consumo nacional previsto para o final de 2016”.

 

Em Três Lagoas está sendo construída a Unidade de Fertilizantes Nitrogenados, com capacidade de produção de 1,2 milhão de toneladas por ano de ureia e 70 mil toneladas de amônia. Ela será, segundo ele, a maior fábrica de fertilizantes nitrogenados da América Latina e permitirá à Petrobras dobrar a produção nacional de ureia, contribuindo para a diminuição das importações desse insumo essencial para a agricultura. Atualmente, o Brasil importa 59% da ureia que consome. A entrada em operação está prevista para o segundo semestre de 2014.

 

Na unidade de Laranjeiras, que deve entrar em operação no primeiro semestre de 2013, serão produzidas 303 mil toneladas por ano de sulfato de amônia. Segundo Santoro, “o objetivo da Petrobras é chegar ao final de 2016 com uma produção de 803 mil toneladas de amônia anualmente, contra as atuais 213 mil toneladas, fazendo com que o Brasil seja autossuficiente na produção desse fertilizante”, disse.

 

O Plano de Negócios e Gestão da Petrobras prevê investimentos de US$ 236,5 bilhões nos próximos cinco anos. Desse total, US$ 13,5 bilhões (o equivalente a 5,8%) serão direcionados à área de gás e energia, dos quais 42% serão destinados para o setor de produção de fertilizantes nitrogenados. (da Agência Brasil, Nielmar de Oliveira)



Últimas

2021/01/22 » Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
2021/01/22 » Monitor do PIB aponta alta de 1,1% na atividade econômica em novembro
2021/01/22 » Pesquisa da Conab indica queda na produção nacional de café em 2021
2021/01/21 » Entidades consideram acertada manutenção da Selic em 2% ao ano
2021/01/21 » Copom mantém juros básicos da economia em 2% ao ano
2021/01/21 » Governo federal lança sistema para simplificar a abertura de empresas
2021/01/20 » ANP regulamenta indicação de áreas para exploração de petróleo e gás
2021/01/20 » Bancos Inter, Itaú e Caixa lideram ranking de reclamações ao BC
2021/01/20 » Confiança do empresário do comércio cai 2,2% em janeiro, diz CNC
2021/01/19 » CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses
2021/01/19 » Produção de aço caiu 4,9% em 2020, informa o Instituto Aço Brasil
2021/01/19 » Atividade econômica tem alta de 0,59% em novembro, diz Banco Central
2021/01/19 » Atividade industrial desacelera em novembro de 2020
2021/01/18 » Saiba o que é a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO)
2021/01/18 » China contribuiu com mais da metade do superávit comercial do Brasil
2021/01/18 » Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões
2021/01/15 » MPT abre inquéritos para avaliar danos sociais do fechamento da Ford
2021/01/15 » BNDES financia segunda usina termelétrica no Porto do Açu
2021/01/15 » IBGE: indústria cresce em dez dos 15 locais pesquisados em novembro
2021/01/14 » Balança comercial do agronegócio soma US$ 100,81 bilhões em 2020

Ver mais »