Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Programa Inovar-Auto levará montadoras a investir mais de R$ 50 bilhões, estima Anfavea 05/10/2012

São Paulo – O Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto), regulamentado hoje (4) pelo governo, fará com que as montadoras de veículos no Brasil invistam de R$ 50 bilhões a R$ 60 bilhões até 2015. A estimativa foi feita pelo presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Belini, em entrevista à Agência Brasil.

Os investimentos serão necessário para que as montadoras cumpram as exigências do Inovar-Auto, como a melhoria da eficiência energética dos motores e a aquisição de peças e componentes, que terão de ser nacionais. “A eficiência energética é o grande desafio. Basta dizer que a eficiência [energética dos carros nacionais], em 2016, vai ser aquela que vai estar, em 2015, na Europa. Ficaremos praticamente com um ano de diferença”, disse Belini.

De acordo com ele, boa parte da tecnologia para melhorar a eficiência dos carros nacionais não poderá ser importada devido à especificidade dos veículos nacionais. “A Europa não tem o etanol, não tem o E22 [mistura de 78% de gasolina e 22% de etanol] que nós temos. Precisamos realmente fazer um desenvolvimento tecnológico e avançar na inovação. Temos muitos investimentos a serem realizados para realmente adequar e atingir metas”, declarou.

Perguntado se o programa do governo poderia melhorar tecnologicamente e diminuir o preço dos carros nacionais, Belini disse que o Inovar-Auto irá atrair investimento, expandir o mercado e trará evolução tecnológica e inovação. O que, de acordo com ele, produzirá mais competitividade e, consequentemente, preços menores.

“O objetivo é ter carros mais competitivos. Mas não se pode esquecer que a tributação é diferenciada. Enquando você paga 6% de impostos nos Estados Unidos, aqui, o nosso imposto médio é 30%. Isso são diferenças que vão permanecer no período”, ressaltou. (da Agência Brasil, Bruno Bocchini)



Últimas

2020/09/24 » Custos industriais caem 1,5% no segundo trimestre
2020/09/24 » Ministro da Economia diz que reforma deve ter tributos alternativos
2020/09/24 » Contas externas têm saldo positivo de US$ 3,7 bilhões
2020/09/23 » Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020
2020/09/23 » CNI: atividade industrial segue em recuperação com alta do emprego
2020/09/23 » Indicadores recentes sugerem recuperação parcial da economia, diz BC
2020/09/22 » Brasil terá cota adicional na exportação de açúcar aos EUA
2020/09/22 » Estudo brasileiro aponta que covid-19 pode causar danos cerebrais
2020/09/22 » Mercado financeiro reduz projeção de queda da economia para 5,05%
2020/09/21 » Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro
2020/09/21 » Covid-19: maioria dos estados segue sem aulas presenciais
2020/09/21 » O que é o Sistema S?
2020/09/18 » Lei Geral de Proteção de Dados entra em vigor
2020/09/18 » Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro
2020/09/18 » IBGE: desemprego na pandemia atinge maior patamar em agosto
2020/09/18 » CNI apresenta propostas para retomada da economia
2020/09/18 » Abertura de empresas cresce, enquanto fechamento recua em 8 meses
2020/09/18 » Governo já desembolsou R$ 197 bilhões em auxílio emergencial
2020/09/17 » Entidades elogiam decisão do Copom de manter a Selic
2020/09/17 » Prefeitura de São Paulo adota home office permanente

Ver mais »