Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Setor corporativo pede que governo estabeleça metas específicas de serviços de internet de banda larga 09/10/2012

Rio de Janeiro – A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) vai entregar um documento ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, ontem (8) à noite, no Riocentro, em que o setor corporativo brasileiro demanda metas de universalização de atendimento específicas no serviço de internet de banda larga. O documento será entregue durante a abertura da Futurecom, um dos maiores eventos do setor de tecnologia da informação (TI) e telecomunicações da América Latina.

“O ministério tem feito muita coisa, um trabalho que a gente reconhece e admira no sentido de tentar universalizar o acesso à banda larga e o acesso às telecomunicações, equiparar a velocidade de acesso à banda larga e também os serviços de telecomunicações que são oferecidos aos usuários residenciais no Brasil ao que existe no mundo. No entanto, para o setor corporativo, o que aconteceu?”, disse à Agência Brasil a gerente de Projetos de Telecomunicações da Firjan, Ana Hoffman.

Ana esclareceu que as empresas de grande porte, como Petrobras, criaram suas infraestruturas próprias. “As demais estão sendo atendidas da pior maneira possível. A gente tem problema de cobertura, de oferta de serviços, a gente tem problema de qualidade no atendimento. Infelizmente, o Plano Nacional de Banda Larga [PNBL] não contemplou essa análise de melhoria dos serviços para o setor”, disse.

A gerente da Firjan frisou que os serviços de telecomunicações são tão importantes hoje como os serviços de energia, logística e transporte. “O que a gente está buscando é que o Ministério das Comunicações entenda e se comprometa com metas de universalização para os serviços ao cliente corporativo, com um pacote essencial mínimo que todas as operadoras terão de oferecer”.

O documento reivindica que os novos regulamentos e avaliações que forem feitos contemplem o setor corporativo. As empresas e sindicatos filiados à entidade alegam que o serviço oferecido ao setor é lento, caro e reduz a competitividade das indústrias. “A questão é que o serviço para o setor corporativo precisa ser medido, monitorado e ter metas específicas para o atendimento, assim como eles estão fazendo com o serviço residencial”, disse.

A Firjan já apresentou ao ministério o pleito de um pacote essencial mínimo de conexão em banda larga para as empresas brasileiras com velocidade de 15 megabites para o setor corporativo. “O que a gente quer é que o governo tenha a visão de que esse pacote deveria ser oferecido por todas as operadoras, em todas as áreas de cobertura, e que o serviço para o setor corporativo tenha metas específicas”.

A proposta é que, até 2015, nenhuma empresa no Brasil tenha um serviço de acesso à banda larga com menos de 15 megabites. “Porque isso é um atraso de vida. Tira da gente a possibilidade de fazer uma série de coisas como, por exemplo, fazer videoconferência, utilização de filmes, porque a gente não tem banda para se comunicar. Isso detona com a nossa competitividade internacionalmente e dentro do próprio país, porque também temos diferenças de região para região”, disse.

O documento é apoiado por mais de 25 empresas, entre as quais a Transpetro, subsidiária da Petrobras, e a Glaxo, do setor farmacêutico. “A indústria está se levantando e pedindo novos e melhores serviços para o setor corporativo”, disse Ana. A presença do ministro Paulo Bernardo foi confirmada pela assessoria de imprensa do ministério. (da Agência Brasil, Alana Gandra)



Últimas

2020/02/21 » Polícia Rodoviária Federal inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira
2020/02/21 » Escolas de samba movimentam economia durante todo ano no Rio
2020/02/20 » Banco Central injeta R$ 135 bilhões na economia
2020/02/20 » Programa para fazer Declaração do Imposto de Renda já está disponível
2020/02/20 » Prévia da inflação oficial fica em 0,22% em fevereiro
2020/02/19 » Comissão Europeia quer criar mercado único de dados
2020/02/19 » Confiança da indústria cai em fevereiro depois de 3 altas seguidas
2020/02/19 » Confiança da indústria cresce 0,7 ponto na prévia de fevereiro
2020/02/18 » Economia segue em processo de recuperação gradual, diz BC
2020/02/18 » FGV: economia brasileira cresceu 1,2% em 2019
2020/02/18 » Rodovias terão estabelecimentos regulamentados para motoristas
2020/02/17 » Associação alerta motoristas sobre riscos no trânsito durante carnaval
2020/02/17 » Estimativa do mercado financeiro para inflação cai para 3,22%
2020/02/17 » Começam a valer medidas da Caixa para estimular construção civil
2020/02/14 » Atividade econômica cresce 0,89% em 2019
2020/02/14 » Cerca de 25% dos desempregados procuram emprego há mais de dois anos
2020/02/14 » Taxa de desemprego cai em 16 estados, revela IBGE
2020/02/13 » Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre
2020/02/13 » Setor de Serviços fecha 2019 com crescimento de 1%
2020/02/13 » Coronavírus: subida exponencial de mortes e casos. O que mudou?

Ver mais »