Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Rebanho de búfalos foi o que mais cresceu no país em 2011 18/10/2012

Rio de Janeiro – O rebanho de búfalos foi o que teve o crescimento mais expressivo no país entre 2010 e 2011, com aumento de 7,8%. A Pesquisa de Produção Pecuária Municipal, divulgada hoje (18) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registrou 1,78 milhão de bubalinos, dos quais 38% se encontram no estado do Pará. O Amapá, com 18,4% do rebanho nacional, e o Maranhão, com 6,5%, também concentram número significativo de búfalos.

“A gente verificou que está havendo uma preferência por esse rebanho por ele ser mais resistente e por estar havendo maior disseminação dessa carne e do próprio leite”, disse a analista da pesquisa, Adriana Santos.

O rebanho de bovinos aumentou 1,6% entre 2010 e 2011 no Brasil e chegou a 212,8 milhões de cabeças no ano passado. Os rebanhos cresceram nas regiões Nordeste (2,9%), Sudeste (2,8%) e Norte (2,7%). O ritmo de crescimento na Região Norte foi menor do que nos anos anteriores, segundo o IBGE, por causa do aumento da fiscalização contra o desmatamento, o que inibe a expansão de rebanhos.

Na Região Sul, o número de bovinos registrado pelo IBGE em 31 de dezembro de 2011 foi o mesmo de igual período do ano anterior. O mesmo ocorreu na Região Centro-Oeste, que manteve-se como detentora do maior rebanho do país, com 34,1% do total. A Região Norte, dona do segundo maior rebanho, concentrava 20,3% do total.

O estado de Mato Grosso tinha o maior efetivo de bois em 2011 (13,8%), boa parte concentrada no norte do estado (5,9% do total nacional). Em seguida, aparecem Minas Gerais (11,2%), Goiás (10,2%) e Mato Grosso do Sul (10,1%).

Entre os municípios, São Felix do Xingu, no Pará, continuou tendo o maior rebanho bovino do país, com 1% do total nacional. Corumbá e Ribas do Rio Pardo, em Mato Grosso do Sul, também continuaram ocupando as segunda e terceira posições. Altamira, no Pará, teve o maior avanço, ao passar da 28ª para a 12ª posição.

O rebanho suíno (porcos) chegou a 39,3 milhões de cabeças, o que representa aumento de 0,9% entre 2010 e 2011. Os três estados do Sul concentram 48,6% do rebanho do país, sendo Santa Catarina o estado com maior número de animais (20,3% do total).

O número de ovinos (ovelhas) teve aumento de 1,6%. O de coelhos criados no país também aumentou: 3,2%. O rebanho de caprinos (cabras) manteve estabilidade entre 2010 e 2011.

A pesquisa revelou, no entanto, que houve queda nos rebanhos de cavalos (-0,1%), jumentos, jegues, burros e mulas (-0,7%). (da Agência Brasil, Vitor Abdala)



Últimas

2021/04/23 » Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix
2021/04/23 » BC aprova obrigatoriedade de bancos ofertarem Pix por agendamento
2021/04/23 » Banco Central flexibiliza limites e regras para arranjos de pagamento
2021/04/23 » Governo autoriza segunda rodada de excedentes da cessão onerosa
2021/04/23 » Produção do setor mineral cresce 15% no primeiro trimestre
2021/04/23 » Confiança da indústria cai 1,1 ponto na prévia de abril, diz FGV
2021/04/22 » Mudanças nas normas cambiais abrem caminho para Pix internacional
2021/04/22 » Produção e vendas internas de aço crescem no primeiro trimestre
2021/04/22 » Arrecadação de março superou as melhores expectativas, diz Guedes
2021/04/22 » Arrecadação federal sobe 18,5% e bate recorde para meses de março
2021/04/22 » Operadoras de turismo perdem dois terços do faturamento em 2020
2021/04/22 » CNC: Intenção de Consumo das Famílias volta a cair em abril
2021/04/22 » FGV: aumento de 1,4% no PIB mostra que economia continua a crescer
2021/04/22 » Peac Maquininhas liberou R$ 3,19 bilhões em 2020
2021/04/20 » Governo destinará até R$ 15 bi para relançar BEm e Pronampe
2021/04/20 » Atividade econômica cresce 1,7% em fevereiro, diz BC
2021/04/20 » Mercado financeiro prevê inflação em 4,92% neste ano
2021/04/19 » O que é Ibovespa
2021/04/19 » Setor energético terá investimentos de R$ 3 tri até 2030, diz ministro
2021/04/19 » Banco Central altera norma para segunda fase do open banking

Ver mais »