Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Desemprego e crise imobiliária são desafios de Obama em seu segundo mandato 08/11/2012

Brasília - Reeleito para o segundo mandato, o presidente norte-americano Barack Obama tem importantes questões à espera de solução. De acordo com analistas políticos, os problemas não são novos e estão na agenda - pelo menos cinco temas são considerados prioritários. O que predomina entre as preocupações é a questão econômica e seus desdobramentos, como o desemprego e a crise imobiliária.

O primeiro item da pauta de desafios de Obama é o enfrentamento da crise econômica. O desemprego caiu, mas permanece elevado, em 7,9%, e a geração de emprego ainda é lenta para absorver os milhões de americanos desempregados ou com subempregos. O crescimento econômico também é lento – 2% no terceiro trimestre.

Há dificuldade de combater os efeitos da crise econômica internacional, pois persistem as limitações no mercado imobiliário, as incertezas sobre a política fiscal do governo em curto prazo e as preocupações com a divisão política em Washington.

Os norte-americanos, porém, tiveram notícias positivas nas últimas semanas –o emprego cresceu, ainda que de maneira modesta, e há uma retomada do Produto Interno Bruto (PIB), mesmo que lenta, sinais de que o mercado imobiliário indica recuperação e a retomada da confiança.

A partir de 1º de janeiro, haverá aumento de impostos e cortes nos gastos do governo que irão afetar praticamente todos os norte-americanos e podem devastar a já fraca economia – a não ser que o Congresso tome alguma medida. Economistas dizem que a combinação de cortes de gastos e aumento de impostos pode levar a economia interna de volta à recessão.

Há ainda a expectativa de que um acordo tire os Estados Unidos do abismo fiscal e aborde o déficit, que neste ano chegou a US$ 1,1 trilhão. Para isso, Obama e o Parlamento terão de lidar com programas sociais em rápida expansão, o orçamento da defesa de US$ 651 bilhões e a estrutura de Imposto de Renda.

Também está em discussão a tensa relação com o Irã e o Oriente Médio. Um dos desafios de Obama é reduzir a presença dos Estados Unidos no Afeganistão, garantir a estabilidade do Iraque, promover a resolução do conflito entre Israel e os palestinos, lutar contra o terrorismo, garantir acesso livre à energia e impedir a proliferação nuclear.

Sob o regime do líder religioso aiatolá Ali Khamenei, o governo iraniano definiu seus interesses nacionais em oposição aos Estados Unidos. Outro fator que Obama deve considerar é a ameaça de um ataque militar de Israel contra a infraestrutura nuclear do Irã – e a promessa iraniana de retaliar. A chave para Obama será lidar com as ambições nucleares do Irã sem recorrer à força militar.

A reforma da saúde foi o grande desafio enfrentando por Obama em seu primeiro mandato. O Medicare, o programa de saúde do governo para norte-americanos com mais de 65 anos e deficientes está ameaçado. Com quase meio século, o programa é considerado uma das conquistas dos democratas, mas sofre com pressões: o crescente aumento dos custos de um sistema de saúde ineficaz e a iminente aposentadoria da geração do baby-boom (número elevado de bebês que nasceram no mesmo período).

O programa de seguro de internação do Medicare deve ficar sem dinheiro em 2024. O programa de consultas médicas e medicamentos com receita deverá crescer de 2% do Produto Interno Bruto (PIB) no ano passado para 3,4% do PIB em 2035.

Por fim, Obama tem, mais uma vez, um Congresso dividido, a mesma situação vivida nos últimos quatro anos, em que teve dificuldade para aprovar qualquer legislação mais polêmica. A maioria dos analistas prevê que o Congresso continuará dividido, com os republicanos tendo o controle da Câmara dos Representantes e os democratas mantendo pequena margem de vantagem no Senado. (da Agência Brasil, com BBC Brasil)



Últimas

2020/10/27 » Guedes diz que acordos políticos dificultam privatizações
2020/10/27 » CMN aprova regulação simplificada para projetos inovadores
2020/10/27 » Mercado financeiro eleva projeção da inflação para 2,99%
2020/10/26 » Contas externas têm em setembro sexto mês seguido de saldo positivo
2020/10/26 » Petrobras inicia venda de campos terrestres em Sergipe
2020/10/26 » Banco Central registra recorde de remessas de dólares para o Brasil
2020/10/23 » Ministério da Infraestrutura entregará planos de logística até 2050
2020/10/23 » OMS: risco de pegar covid-19 em aviões é "muito baixo", mas não zero
2020/10/23 » Cresce pauta sobre home office nas negociações trabalhistas
2020/10/22 » Confiança da indústria atinge maior nível em nove anos
2020/10/22 » Opas: América Latina não deve relaxar enfrentamento à pandemia
2020/10/22 » Faturamento do setor de turismo no Brasil tem redução de 33,6% em 2020
2020/10/21 » Setor mineral brasileiro tem resultado positivo no 3º trimestre
2020/10/21 » Decreto inclui Linha 2 do metrô de BH em programa de privatizações
2020/10/21 » Não investir no Brasil será um grande erro, afirma ministro
2020/10/21 » Inflação do aluguel sobe de 18,20% para 20,56% em 12 meses
2020/10/20 » Pacote comercial abre caminho para acordo mais amplo, diz governo
2020/10/20 » SP:acordo da ANTT permite investimento de R$ 6 bi em malha ferroviária
2020/10/20 » Como fazer a amortização do FGTS pelo celular
2020/10/19 » Comércio eletrônico e delivery aumentam consumo de embalagens

Ver mais »