Câmara do Japão
Japonês
Buscar: OK

Tópicos

 

 

 

 

 

 

(426)Você está em:
  • Home »
    • Câmara
      • » Notícias

Notícias

Selecione datas para filtrar: a OK
Banco Mundial confirma expansão da classe média na América Latina e no Caribe 14/11/2012

Brasília – A redução da pobreza na América Latina e no Caribe, nos últimos dez anos, fez com que a classe média incorporasse 30% da população da região, equivalente a 49 milhões de pessoas, entre 2003 e 2009, segundo dados de relatório divulgado hoje (13) pelo Banco Mundial (Bird) sobre mobilidade econômica e ascensão da classe média na América Latina.

Os números do Bird revelam que a classe média na região somava 103 milhões de pessoas em 2003, e seis anos depois contava 152 milhões. Uma expansão, portanto, de 50% nesse estrato social. Em contrapartida, o percentual de pobres na região caiu de 44% para 30% da população, no mesmo período. Entre os países com melhor desempenho está o Brasil, conforme o Banco Mundial.

De acordo com o relatório do Bird, divulgado no auditório do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), em Brasília, 40% da ascensão social ocorreram no Brasil, onde a classe média representa hoje em torno de um terço da população. Dado diferente da estimativa do governo brasileiro, que aponta 53% dos 190,7 milhões na classe média.

O relatório ressalta, no entanto, que apesar de grande número de famílias ter emergido da pobreza nos últimos anos, uma proporção elevada (aproximadamente 38 % da população da região) ainda apresenta grau elevado de vulnerabilidade e enfrenta o risco de cair novamente na pobreza, caso ocorra uma piora no ambiente macroeconômico nacional ou internacional.

Para o Bird, a redução da pobreza e a expansão da classe média na região avançaram em ritmo muito lento, durante décadas, porque o baixo crescimento e a persistente desigualdade detiveram o progresso. Nos últimos dez anos, no entanto, a renda dos mais pobres teve significativa melhora, devido a mudanças nas políticas governamentais, que enfatizaram a criação de programas sociais e a estabilidade macroeconômica. (da Agência Brasil, Stênio Ribeiro)



Últimas

2020/04/06 » ONU pede proteção a mulheres e crianças vítimas de violência doméstica
2020/04/06 » Cidades com mais de 50 mil habitantes começam a usar pregão eletrônico
2020/04/06 » Aplicativos devem garantir assistência a entregadores de alimentos
2020/04/03 » Governo zera impostos de produtos usados no combate ao coronavírus
2020/04/03 » Novo coronavírus traz novos desafios para cuidadores de idosos
2020/04/02 » Auxílio emergencial é publicado e governo abre crédito de R$ 98 bi
2020/04/02 » Medidas contra coronavírus custarão R$ 224,6 bi para o governo
2020/04/02 » Cientistas chineses anunciam descoberta contra covid-19
2020/04/02 » Covid-19: governo aprova medidas para área da assistência social
2020/04/02 » Senado aprova extensão de auxílio de R$ 600 a mais de 30 categorias
2020/04/02 » Bolsonaro sanciona MP da renda básica emergencial
2020/04/02 » Empresas têm 30 dias para se cadastrar na plataforma consumidor.gov.br
2020/04/02 » Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses
2020/04/01 » Governo anuncia R$ 200 bilhões para socorrer trabalhadores e empresas
2020/04/01 » Governo reduz pela metade contribuições pagas ao Sistema S por 3 meses
2020/04/01 » Coronavírus: Câmara e Senado alteram tramitação de MPs
2020/03/31 » Líderes do Senado divulgam manifesto pelo isolamento social
2020/03/31 » Senado aprova benefício de R$ 600 a autônomos e informais
2020/03/31 » Senado aprova distribuição de merenda escolar aos estudantes sem aulas
2020/03/30 » Senado vota hoje auxílio de R$ 600 para autônomos e informais

Ver mais »